Pezão provoca Overeem: “Bate como um leão, mas apanha como um gatinho”

Depois de conquistar sua primeira vitória no UFC, em novembro, o brasileiro Antonio Pezão está escalado para enfrentar duro adversário no início de 2013. Ele encara o holandês Alistair Overeem no UFC 156, evento que acontece dia 2 de fevereiro, em Las vegas. E o rival é um velho rival do do peso pesado tupiniquim, que sempre questiona a conduta do oponente.

A. Pezão (foto) provoca Overeem antes do UFC 156  – Foto: Esther Lin

Como de praxe, Pezão fez questão de dar início ao tradicional jogo de palavras e provocações. Em entrevista à rádio “Beat 98”, o paraibano afirmou que o enorme ganho de massa muscular do holandês nos últimos anos não o assusta e que ele não tem um espirito de lutador.

LEIABuffer fica fora e ex-WEC será o substituto no UFC on FX 6

“Melhoraram a parte técnica dele (Overeem), deram força, deram músculos, mas uma coisa ninguém dá, porque você já nasce com isso, que é o espírito de lutador, o coração de guerreiro. Isso ninguém ensina, ninguém pode te dar isso. Então, vamos para cima dele que eu sei que, na hora que o negócio apertar ali, ele vai dar uma parada para trás e vai pensar melhor. Ele batendo é um leão, mas quando entra uma mão, quando o negócio começa a apertar, ele vira um gatinho. Vamos trabalhar nesse psicológico, vamos trabalhar nesse intuito para fazer uma boa luta”, disparou Pezão, que espera decidir o duelo no preparo físico.

“Eu acho que o que vai decidir essa luta vai ser a resistência física, o gás, quem estiver bem fisicamente, quem estiver melhor nessa parte vai se sobressair, vai ser o pontapé inicial para essa luta”, analisou o brasileiro que espera usar a luta de solo para vencer a disputa.

“Basicamente, eu acho que tenho que continuar o trabalho que venho fazendo. Eu vim do jiu-jítsu, mas não que eu não tenha condições de fazer uma luta em pé contra ele. A estratégia, lógico, é colocar para baixo e tentar acabar com a luta no solo. Mas luta é luta e, no momento, tudo pode mudar e, quem sabe, podem entrar alguns golpes e terminar em cima”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário