Ex-líder de torcida do futebol americano se arrisca como lutadora de MMA

O MMA feminino ganha a cada dia mais atenção de fãs, eventos e de postulantes a lutadoras. Depois do UFC oficializar a participação das mulheres na organização, as garotas começam a se dedicar com mais afinco a modalidade. Nesta sexta-feira, a bela Rachel Wray, que era líder de torcida do Kansas City Chiefs, time da NFL (liga profissional de futebol americano dos EUA) deixou o posto para competir no MMA.

A bela loira foi dançarina e líder da torcida desde 2001, mas deixou o posto quando se viciou em combates quando começou a praticar boxe para manter a forma.

LEIAUFC on FX 6: Toquinho encara Hector Lombard nesta noite

“Eu realmente gostei e comecei a tomar aulas particulares depois de um tempo. Um dia, entrei e queriam que eu fizesse sparring. Eu estava nervosa sobre alguém me socar no rosto, mas fiz assim mesmo. Fui absolutamente horrível. Isso me levou a querer lutar ainda mais. Eu sabia que devia fazer uma escolha entre lutar e ser cheerleader. Escolhi lutar”, disse Wray, ao site “KCMMA“.

“Todo mundo diz, ‘Nunca esperaria que você seria uma lutadora. Ser cheerleader se encaixa mais contigo’, ou ‘Por que você desistiu de ser cheerleader para rolar com garotos suados?’ Bom, eu nunca gostei tanto de treinar na minha vida. Amo lutar e estou me divertindo muito com isso. Quero ser uma inspiração a outras meninas por aí que querem lutar, mas acham que não podem”, completou a bela

Deixe seu comentário