Warlley Alves ‘apaga’ Lyoto e fatura título do TUF Brasil 3 nos médios

Mineiro radicado no Rio tem grande atuação o o amigo no octógono e conseguiu finalizá-lo no terceiro round

Warlley Alves 450x300 Warlley Alves apaga Lyoto e fatura título do TUF Brasil 3 nos médios

Warlley (foto) o amigo Márcio Alexandre e faturou o TUF Brasil 3. Foto: Luiz Pires/UFC

Destaque da terceira edição do TUF Brasil em uma temporada marcada pelo alto nível técnico, Warlley Alves é o novo campeão do reality show na categoria peso médio. Mesmo enfrentando o amigo e companheiro de quarto no programa Márcio Lyoto, Warlley não aliviou, se apresentou de forma quase impecável e “apagou” o catarinense com uma finalização no terceiro assalto no TUF Brasil 3 Final, neste sábado (31), em São Paulo (SP).

A primeira decisão do TUF começou a todo vapor. Logo no início do combate, Warlley absorveu bem um chute alto de Lyoto e conseguiu um knockdown no contragolpe. O atleta da X-Gym ainda tentou alguns golpes plásticos, que não chegaram a atingir o oponente. Na reta final do primeiro assalto, os voltaram para a luta em pé e partiram para a grade, onde mantiveram-se praticamente até o fim da parcial.

No segundo assalto, novamente o que se viu foi o domínio de Warlley. O mineiro radicado no Rio de Janeiro conseguiu aplicar uma boa queda em Lyoto e, com o adversário no solo, aplicou-lhe um duríssimo chute descendente. Visivelmente cansado, Márcio Alexandre voltou a se valer da luta agarrada na grade para descansar.

No terceiro round, Warlley Alves partiu para por um ponto final no combate e conseguiu logo a 25 segundos da parcial. Warlley conseguiu um novo knockdown e, com o adversário no solo, partiu para uma guilhotina muito justa, que acabou “apagando” Márcio Lyoto. Com o triunfo, Warlley conquistou o título do TUF Brasil 3 e garantiu contrato com o UFC.

Lutando em casa, Demian Maia supera russo e interrompe sequência negativa

Após sofrer duas derrotas consecutivas pela primeira vez em sua carreira, o paulistano Demian Maia se recuperou do momento conturbado e, atuando casa, venceu o russo Alexander Yakovlev na decisão dos juízes. O brasileiro, famoso por seu jiu-jitsu de alto nível, apresentou-se bem na trocação e abriu caminho para a vitória na luta em pé.

No primeiro assalto, Demian Maia surpreendeu Yakovlev com um jogo sólido em pé, chegando a conseguir um knockdown no adversário. Jogando por cima no chão, o brasileiro aplicou duras cotoveladas no russo e garantiu a vantagem na parcial. No segundo assalto, apesar de começar bem, Maia se viu em uma situação complicada na reta final, quando Alexander reverteu a posição no solo e ficou próximo de finalizá-lo.

Na terceira e decisiva parcial, o brasileiro demorou a se encontrar no octógono, mas conseguiu ficar montar o rival nos minutos finais e deixou uma boa impressão para os juízes. Ao fim dos quinze minutos, Demian foi declarado vencedor por decisão unânime dos juízes, que marcaram 30-27 em favor do atleta da casa.

Em luta movimentada, Jason perde para Peralta em decisão dividida

A luta entre Rony Jason e Robbie Peralta pode ter levantado o público presente ao Ginásio do Ibirapuera durante os quinze minutos de ação, mas certamente deixou o cearense e os torcedores decepcionado após seu desfecho. Após um confronto marcado pela trocação, Jason acabou derrotado por decisão dividida dos juízes e não escondeu a frustração após o anúncio do resultado.

Durante todo o combate, foi Jason quem aplicou os golpes mais contundentes, principalmente na cabeça do adversário. Por sua vez, Peralta caminhou mais para frente, se movimentou bem e conseguiu algumas quedas providenciais durante o combate. No início do terceiro round, Jason acabou partindo pra cima antes da autorização do árbitro e recebeu uma advertência. A ação, no entanto, não foi mal interpretada por seu adversário, que chegou a abraçá-lo após o ocorrido. Porém, momentos depois, Robbie não aceitou tão bem assim uma dedada acidental aplicada por Jason, que deixou o norte-americano fora de combate por quase dois minutos.

Ao fim do tempo regulamentar, Peralta foi declarado vencedor por decisão dividida, com dois árbitros marcando 29-28 em seu favor e outro concedendo vantagem para Jason por 30-27. Com o resultado, Rony agora soma duas derrotas em suas últimas três lutas. Na carreira, o campeão do TUF Brasil 1 tem um cartel de 14 vitórias e cinco derrotas.

Confira abaixo todos os resultados do TUF Brasil 3 Final:

Fábio Maldonado x Stipe Miocic;

Vitor Miranda x Antônio Cara de Sapato;

Warlley Alves derrotou Márcio Lyoto por finalização no R3;

Demian Maia derrotou Alexander Yakovlev por decisão unânime dos juízes;

Robbie Peralta derrotou Rony Jason por decisão dividida dos juízes.

CARD PRELIMINAR

Rashid Magomedov derrotou Rodrigo Damm na decisão unânime dos juízes;

Elias Silvério derrotou Ernest Chavez por finalização no R3;

Gasan Umalatov derrotou Paulo Thiago na decisão unânime dos juízes;

Kevin Souza derrotou Mark Eddiva por nocaute técnico no R2;

Ricardo Demente derrotou Wagnão Silva por finalização no R2;

Marcos Rogério Pezão derrotou Rick Monstro por nocaute técnico no R1;

Pedro Munhoz derrotou Matt Hobar por nocaute técnico no R1.