Arlovski: “O que não me mata, me deixa mais forte”

Após a devastadora derrota sofrida para Brett Rogers, no Strikeforce, realizado no último sábado, o ex-campeão dos pesos-pesados do UFC, Andrei Arlovski analisou sua perda em seu site oficial. O Pitbull assumiu certa prepotência para enfrentar um adversário desconhecido e, segundo ele, pagou pelo erro.

“A derrota me incomoda, me dói. Tenho que fazer algo a esse respeito. Ele (Brett Rogers) tem um bom cartel, mas pensei que ele não fosse um top como Fedor ou Barnett. Este foi meu erro e quando você comete um erro acaba pagando por ele”, disse Arlovski, que admite rever sua estratégia para novos combates.

“Outra coisa que tenho que pensar é que MMA não é boxe. Preciso mudar alguma coisa no meu jogo”, afirmou o “Pitbull”.

“Rogers foi ótimo, ele fez o que fez. Pra mim foi constrangedor, mas o que não me mata me deixa mais forte. Eu tenho que seguir em frente”, encerrou.

Deixe seu comentário