Cris Cyborg dá show e conquista cinturão do Strikeforce

No que foi chamado de “maior luta da historia do MMA feminino”, o que se viu foi uma incrível soberania da brasileira Cris Cyborg. A chuteboxer não deu chances para Gina Carano e nocauteou a adversária no combate principal do Strikeforce, evento terminado há pouco em San José, na Califórnia. Os outros brasileiros no card, destaque para a estréia de Fabrício Werdum no evento, o faixa-preta precisou de apenas um minuto e vinte quatro segundos para finalizar Mike Kyle com uma guilhotina. Já Renato Babalu Sobral não teve a mesma sorte, defendendo o cinturão dos meio-pesados, o atleta da Gracie Barra foi surpreendido pelo armênio Gegard Mousasi e foi derrotado por nocaute técnico no primeiro assalto.

Cris Cyborg vs. Gina Carano
Um atropelo! Assim podemos chamar a atuação de Cris Cyborg sobre Gina Carano. Soberana no combate, a atleta da Chute Boxe tomou a iniciativa logo no inicio da luta, castigando duramente a adversária na trocação e variando bem o jogo, aplicando quedas, usando um ground and pound contundente e até tentando finalizar com uma chave de calcanhar ou com uma americana, bem defendidas por Carano. Mas com um preparo físico invejável, Cyborg continuava a atacar adversária impassível no chão. O massacre da brasileira durou por 4:59s, quando o árbitro interrompeu o combate e decretou a vitoria de Cris por nocaute técnico.

Renato “Babalu” Sobral vs. Gegard Mousasi
Na luta válida pelo cinturão até 93kg da organização, Renato “Babalu” Sobral acabou surpreendido por Gegard Mousasi. Logo no inicio do combate, o brasileiro tomou a iniciativa buscando a queda, mas após boa defesa do armênio, Babalu caiu por baixo, cedendo a posição de 100kg, ao tentar se levantar,o brazuca foi duramente castigado no ground and pound, até a interrupção do árbitro com apenas um minuto de luta.

Fabricio Werdum vs. Mike Kyle
Após trocarem alguns socos, Werdum buscou a queda e com um single leg levou o adversário ao chão, mas Kyle tentou surpreender o brasileiro com um arm-lock, bem defendido por Werdum. A partir daí, o faixa-preta dominou o americano na posição de quatro apoios e quando Mike tentou se levantar, Werdum encaixou uma justa guilhotina que forçou o adversário a dar os três tapinhas, conquistando a vitoria com um minuto de vinte segundos de combate.

Card Principal
Cristiane “Cyborg” derrotou Gina Carano por TKO no R1;
Gegard Mousasi derrotou Renato Babalu por TKO no R1;
Gilbert Melendez derrotou Mitsuhiro Ishida por TKO no R3;
Fabricio Werdum finalizou Mike Kyle com uma guilhotina no R1;

Card Preliminar
Jay Hieron derrotou Jesse Taylor na decisão unânime dos juízes;
Scott Lighty derrotou Mike Cook por TKO no R1;
Justin Wilcox finalizou David Douglas com um mata-leão no R3;
James Terry derrotou Zak Bucia por TKO no R1;
Alex Trevino finalizou Isaiah Hill com uma chave de calcanhar no R1.

Deixe seu comentário