Thales Leites: “Eles querem caras que lutam boxe com luvas de MMA”

Uma semana após a confusão sobre sua situação contratual com o UFC, o faixa-preta Thales Leites conversou com o site SUPER LUTAS e explicou dia-a-dia o que realmente aconteceu em sua saída do Ultimate.

“Depois do resultado, fiquei preocupado em saber a opinião do Dana White a respeito de quem que ele achava que tinha vencido a luta. Na coletiva de imprensa um repórter canadense perguntou a ele se eu estaria com problemas com o UFC depois da derrota e ele disse que não”.

“No dia seguinte (domingo) vi que todos os sites americanos como MMA Weekly e Sherdog deram a vitória pra mim. Na segunda-feira, o Dede mandou um email pro Joe Silva perguntando o que ele achou da luta, pois todos acharam que eu tinha vencido. Na resposta, o Joe Silva disse que a luta foi ruim e que independente de ele achar quem ganhou ou perdeu já estava estipulado pelo evento que quem perdesse nas lutas preliminares do UFC-101 seria cortado do evento e que estava me dispensando”.

“Na quarta-feira saiu uma entrevista do Dana White dizendo que eu e outro lutador (Tamdan McCrory) estávamos sendo reintegrados ao plantel do UFC, as pessoas começaram a me ligar pra saber se era verdade e eu não sabia de nada. No fim do dia, o Joe Silva mandou um email pro Dede dizendo que isso não era verdade e que o Dana estava equivocado”.

Após toda a confusão o brasileiro disparou contra o evento, afirmando que não entende a política utilizada para manutenção de atletas no quadro da organização.

“Não dá pra entender. Eles querem caras que lutam boxe com luvas de MMA”, concluiu.

Deixe seu comentário