Mario Sabino perde seletiva e põe fim à carreira na seleção

Mario Sabino, que disputou as duas Olimpíadas passadas, não tem mais chance de competir em Pequim-2008. O judoca, que atua na categoria meio-pesado (até 100 kg), perdeu, neste sábado, a seletiva nacional, realizada em Uberlândia (MG), em um duelo com Leonardo Leite.

Todas as três lutas entre os judocas foram bastante truncadas e sempre decididas no “golden score”. Sabino, de 35 anos, só venceu a segunda. A terceira foi para a decisão dos juízes, que sacramentaram o triunfo de Leite e a aposentadoria de Sabino no time nacional.

“Eu já vinha com esse plano desde as Olimpíadas de Atenas e sabia que essa seria minha última seletiva em seleção”, afirmou o judoca, que também é policial militar, em entrevista à emissora “Sportv”.

“É um momento difícil, mas não dá para lutar contra o relógio e, contra a molecada, começo a sentir bastante”, explicou Sabino, que não subiu ao pódio em nenhuma das Olimpíadas que disputou e teve como melhor resultado na carreira o bronze no Mundial de Osaka, em 2003.

Classificado para o processo olímpico, Leonardo Leite terá uma missão ingrata. Seu adversário na disputa pela vaga em Pequim será Luciano Corrêa, que acabou de se sagrar campeão mundial. A decisão será baseada no desempenho de ambos os atletas em torneios internacionais em 2008.

A seletiva deste sábado definiu mais quatro nomes para a disputa o processo olímpico. São eles Denílson Lourenço (até 60 kg), Victor Penalber (até 73 kg), Flávio Canto (até 81 kg) e Walter Santos (acima de 100 kg).

Eduardo Santos venceu Hugo Pessanha na seletiva da categoria (90 kg), mas ambos disputarão a classificação para Pequim, já que o lugar de titular da seleção estava vago. Na categoria até 66 kg, Leandro Cunha foi o vencedor, mas ficará como reserva da seleção, pois João Derly, campeão mundial e do Pan, já se garantiu nos Jogos de 2008.

No feminino, se classficaram para a disputa por vaga na Olimpíada Sarah Menezes (até 48 kg), Ketleyn Quadros (até 57 kg), Vânia Ishii (até 63 kg), Maria Portela (até 70 kg), Claudirene Cesar (até 78 kg) e Aline Puglia (acima de 78 kg). Andressa Fernandes foi a vencedora da categoria até 52 kg, mas será reserva, pois Érika Miranda já tinha garantida a vaga em Pequim por ter sido vice no Pan e quinto colocada no Mundial.

Deixe seu comentário