Edilberto Crocotá conquista cinturão do WFE

Aconteceu ontem, no Fiesta Bahia Hotel, a quinta edição do WFE NOGI – Win Fight & Entertainment. Recheado de lutadores renomados, e com um bom público presente, o evento não poderia ser melhor.

O SUPER LUTAS esteve presente no local e acompanhou de perto os emocionantes combates proporcionados pelos atletas.

Nas super lutas da noite, a decepção ficou por conta de Edson Draggo que se lesionou sozinho e acabou nocauteado por Ednaldo Lula. Já Bruno Carioca conseguiu superar o italiano Michele Verginelli na decisão unânime dos jurados. Nos pesos leves, Jean Silva foi finalizado por Luciano Azevedo e no main event da noite Edilberto Crocotá conseguiu nocautear Fabricio Monteiro e conquistar o cinturão.

Edson Draggo vs. Ednaldo Lula
Após sofrer um acidente de moto, Edson Draggo retornou ao octógono depois de dois anos parado. Com um certo respeito inicial, ninguém quis partir para a trocação franca. Entretanto, Draggo se lesionou sozinho e acabou perdendo a luta a 1:00 do R1.

Michele Verginelli vs. Bruno Carioca
Na luta internacional da noite, Bruno Carioca tinha o total apoio da torcida baiana presente no Fiesta. Impondo seu jogo de quedas, Carioca conseguiu dominar os dois primeiros rounds no solo. Já no terceiro assalto, o italiano da cidade de Roma, esteve melhor na trocação e conseguiu acertar bons golpes que balançaram o brasileiro. Mas não foi suficiente e Carioca venceu na decisão unânime dos jurados.

Luciano Azevedo vs. Jean Silva
No co-main event da noite, uma luta aguardada por todos e que poderia ter acontecido anos atrás na Inglaterra. Ambos vindos de derrota, procuraram o combate franco, e a luta foi bastante movimentada no chão. Azevedo tentou um primeiro armlock sem sucesso, até que conseguiu uma boa queda, caindo de guarda passada. Após montar, Azevedo conseguiu um belo triângulo com armlock aos 3:30 do R1 e finalizou o duelo.

Fabricio Monteiro vs. Edilberto Crocotá
Na luta válida pelo cinturão de meio-médios do WFE, os aspirantes a campeão começaram a todo vapor com uma trocação afiada. Crocotá acerta melhores golpes, mas Fabricio consegue a queda e a montada. Acertando golpes contundentes da posição, Fabricio deixou Crocotá desnorteado e com muitos sangramentos.
Ao tentar sair da montada, Edilberto acabou caindo em um justo triângulo, mas foi guerreiro e não desistiu.
Já no segundo assalto a história se inverteu. Sabendo de sua desvantagem, Crocotá partiu pra cima, e com um boxe superior acertou uma boa sequência de golpes que forçaram a interrupção do árbitro Carlão Barreto. Vitória de Edilberto Crocotá no round dois por nocaute técnico, se sagrando o campeão do WFE NOGI na categoria até 77kg. Confira os resultados completos:

Arivaldo Carniça venceu Tassio Lima na decisão dividida.
Eduardo Kiko venceu Jurandir Sardinha na decisão unânime.
Kleber Orgulho nocauteou Rodrigo Urso aos 2:31 do R2.
Leonardo Chocolate finalizou Charles Andrade a 1:06 do R1
Neilson Gomes venceu Rodrigo Taigra na decisão unânime.
Ednaldo Lula nocauteou Edson Draggo a 1:00 do R1
Bruno Carioca venceu Michele Verginelli na decisão unânime
Luciano Azevedo finalizou Jean Silva aos 3:30 do R1

Luta válida pelo cinturão de meio-médios do WFE NOGI

Edilberto Crocotá nocauteou Fabricio Monteiro no R2.

Deixe seu comentário