Tibau nocauteia Caol Uno no UFN-21

Gleison Tibau

Noite ruim para os brasileiros no UFC Fight Night 21, evento terminado há pouco em Charlotte, nos Estados Unidos. Dos cinco atletas tupiniquins em ação, apenas Gleison Tibau conseguiu impor seu jogo diante de Caol Uno e sair com a vitoria. No combate principal da noite, o astro japonês Takanori Gomi acabou finalizado por Kenny Florian  com um mata-leão no terceiro round.

 

Ronys perde a segunda consecutiva

A volta de Ronys Torres ao octógono do UFC não foi como o atleta da Nova União esperava. Superado em sua estréia na decisão dos juízes, o brasileiro viu o resultado se repetir esta noite. Diante Jacob Volkmann, Ronys começou bem o combate levando a luta para o chão e tentando trabalhar o jiu-jítsu. Já no segundo assalto a historia mudou, pois foi a vez do americano levar a luta para o chão e colocar o brasileiro em perigo. No último round, Volkmann repetiu a dose e novamente levou a luta para o chão e tentou usar os cotovelos, enquanto Ronys tentava atacar da guarda, mas sem sucesso. No final, dois juízes marcaram 30×27 para Volkmann, enquanto outro assinalou 29×28 para Ronys.

 

Gleison Tibau vs. Caol Uno

Responsável pela única vitoria brasileira no evento, Gleison Tibau fez bonito contra Caol Uno. Usando sua maior velocidade e força física, o brazuca trabalhou bem o boxe diante do atleta japonês. Aos quatro minutos de luta, em um rápido contra-ataque, Tibau acertou um forte swing de direita, levando Uno a knockdown. A partir daí, o brasileiro terminou o castigo no ground and pound até o árbitro interromper o combate.

 

Mario Miranda, Lucio Linhares e Rafaeelo “Trator” perdem

Se Tibau se saiu bem no evento, os outros brasileiros não tiveram a mesma sorte. Primeiro brazuca a subir no octógono, Mario Miranda não conseguiu passar Gerald Harris, o atleta tupiniquim até começou bem o combate conquistando um knockdown, mas acabou sofrendo a resposta na mesma moeda e sendo castigado até a interrupção do árbitro no primeiro round. Já Lucio Linhares também não conseguiu vencer. Enfrentando o japonês Yushin Okami, o brasileiro tentou a queda, mas o atleta nipônico se defendeu bem com uma joelhada, que abriu um grande corte no atleta da Alliance. A partir daí, Okami castigou o faixa-preta na guarda até a interrupção médica, devido à profundidade do corte sofrido pelo brasileiro decretou o final do combate. No último combate envolvendo brasileiros, Rafaello “Trator” acabou superado pelo duro inglês André Winner, o brazuca chegou a ter bons momentos na luta, mas acabou superado pelo oponente, que ficou com a vitória na decisão unânime dos juízes.

 

Florian finaliza na estréia de Gomi

A estréia de Takanori Gomi no UFC não foi como os fãs nipônicos esperavam. Sentindo visivelmente a falta de ritmo, Gomi foi presa fácil para Kenny Florian, que dominou bem os dois primeiros assaltos na trocação e no último round o americano conseguiu levar a luta para o chão de onde trabalhou bem seu jiu-jitsu, chegando a montada rapidamente, de onde foi para as costas e acabou finalizado o duelo com um mata-leão. Confira os demais resultados:

 

Card principal:

– Kenny Florian finalizou Takanori Gomi com um mata-leão no R3;

Roy Nelson derrotou Stefan Struve por nocaute técnico no R1;

– Jorge Rivera derrotou Nate Quarry por nocaute técnico no R2;

– Ross Pearson derrotou Dennis Siver na decisão unânime dos juízes;

 

 Card preliminar:

– Andre Winner derrotou Rafaello “Trator” Oliveira na decisão unânime dos juízes;

– Jacob Volkmann derrotou Ronys Torres na decisão dividida dos juízes;

– Nik Lentz derrotou Rob Emerson na decisão unânime dos juízes;

– Gleison Tibau derrotou Caol Uno por nocaute técnico no R1;

– Yushin Okami derrotou Lúcio Linhares por nocaute técnico no R2;

– Gerald Harris derrotou Mário Miranda por nocaute técnico no R1;

– Charlie Brenneman derrotou Jason High na decisão unânime dos juízes.

 

 

Deixe seu comentário