UFC-115: Rich Franklin nocauteia Liddell

Com muitas surpresas e viradas espetaculares, o UFC-115 agitou a cidade de Vancouver, no Canadá na noite deste sábado. No combate principal do evento, Chuck Liddell começou melhor a luta contra Rich Franklin, mas após um descuido nos segundos finais do round inicial, acabou surpreendido e foi duramente nocauteado pelo ex-campeão dos médios. Já Mirko Cro Cop também promoveu um grande duelo com Pat Barry. Após levar dois knockdowns, se recuperou e finalizou o americano com um mata-leão no terceiro assalto. Entre os brasileiros no card, Mario Miranda conquistou sua primeira vitoria no UFC ao nocautear o experiente David Loiseau, mas Ricardo Funch e Paulo Thiago foram derrotados por Claude Patrick e Martin Kampmann, respectivamente.

 

Franklin nocauteia Liddell com o braço quebrado

Tentando se reabilitar de uma serie de apenas uma vitoria em cinco lutas, Chuck Liddell começou de maneira alucinante o combate contra Rich Franklin. Trabalhando bem o boxe e principalmente os chutes, o moicano atingia com potencia seu adversário, que também tentava responder com diretos de esquerda. Melhor na luta, Chuck ainda levou o combate para o chão e acertou alguns golpes no ground and pound. Mas em busca do nocaute, Liddell encurralou Rich na grade e soltou os golpes, mas Franklin reagiu com um cruzado de direita e nocauteou Liddell de forma surpreendente.

 

Após a luta, Franklin confirmou que ao defender um chute de Chuck, sentiu que havia fraturado seu braço esquerdo, mas mesmo sendo canhoto conseguiu usar a mão direita para nocautear seu adversário.

 

Cro Cop mostra garra e finaliza Pat Barry

Em uma virada espetacular, Mirko Cro Cop provou que ainda pode dar muito trabalho entre os pesos pesados do UFC. Após Pat Barry aplicar dois knockdows no primeiro round, o croata voltou melhor no segundo assalto e conseguiu acertar bons golpes no americano. Animado com a recuperação, Cro Cop entrou com tudo no último round e usou os chutes altos para assustar Pat, que já não oferecia perigo. Mais confiante, Cro Cop trabalhou uma bela sequência de cruzados, ganchos e diretos para levar Barry ao chão, a partir daí chegou as costas e finalizou a luta com um mata-leão.

 

Paulo Thiago é derrotado por Kampmann

Perto de disputar o cinturão do UFC, Paulo Thiago não conseguiu repetir no UFC-115 as boas apresentações que fez principalmente contra de Mike Swick e Josh Kosecheck. Diante Martin Kampmann, o brasileiro não encontrou a distância para trabalhar seu boxe, enquanto seu oponente era perigoso com bons jabs e potentes diretos de encontro. Em desvantagem no round inicial, Paulo Thiago tentou levar a luta para o chão, mas o dinamarquês foi novamente superior, defendendo as entradas do brasileiro, e invertendo bem o jogo, ficando por cima, trabalhando no ground and pound e até arriscando com algumas tentativas de finalização com mata-leão e katagatame. No final, vitoria de Martin Kampmann na decisão unânime dos juízes.  Confira os resultados completos:

 

 

Card Principal  

Rich Franklin derrotou Chuck Liddell por nocaute no R1;

Mirko Filipovic derrotou Pat Barry por finalização com mata-leão no R3;

Martin Kampmann derrotou Paulo Thiago na decisão unânime dos juízes;

Ben Rothwell derrotou Gilbert Yvel na decisão unânime dos juízes;

Carlos Condit derrotou Rory MacDonald by por nocaute técnico no R3;

 

Card Preliminar

Evan Dunham derrotou Tyson Griffin na decisão dividida dos juízes;

Matt Wiman derrotou Mac Danzig por finalização (guilhotina) no R1;

Mario Miranda derrotou David Loiseau por nocaute técnico no R2;

James Wilks derrotou Peter Sobotta na decisão unânime dos juízes;

Claude Patrick derrotou Ricardo Funch por finalização com guilhotina no R2;

Mike Pyle derrotou Jesse Lennox por finalização com triangulo no R3;

Deixe seu comentário