Paulão: “Não treinaria americano para lutar com brasileiro”

O faixa preta de Jiu-Jitsu, Paulão Filho embarca no próximo dia 8 de dezembro para os Estados Unidos para fazer sua primeira defesa de cinturão contra Chael Sonnen, no WEC 31, que acontece no dia 12 de dezembro. Em entrevista exclusiva a TATAME, Paulão contou como foi a preparação para a luta e comentou o convite que recebeu para treinar Chuck Liddell na luta contra Wanderlei Silva no UFC 79. “Nunca treinaria com um americano para lutar com um brasileiro. Não sou puta, prostituta”, emendou o campeão middleweight do WEC.

Deixe seu comentário

Notícia anterior Gil Freitas vence no Japão
Próxima notícia André Dida deixa a Chute Boxe