UFC-121: Velasquez nocauteia Lesnar e conquista cinturão

Velasquez nocauteia Lesnar e conquista cinturão

Festa mexicana em Anaheim, na Califórnia. Cain Velasquez fez a alegria do público latino, que lotou as cadeiras do Honda Center, ao se sagrar o novo campeão dos pesos pesados do UFC. O lutador norte-americano de ascendência mexicana, não tomou conhecimento de Brock Lesnar e nocauteou o antigo dono do cinturão ainda no primeiro round. O duelo foi a atração principal do UFC-121, evento realizado neste sábado (23), nos Estados Unidos. O show ainda contou com dois brasileiros em ação, que acabaram derrotados em seus combates. Gabriel Napão não se encontrou diante de Brendan Schaub e Paulo Thiago foi superado por Diego Sanchez.

Velasquez nocauteia Lesnar e conquista cinturão
Em um combate muito movimentado, Cain Velasquez mostrou velocidade, explosão e absorção de golpes para se sagrar no novo dono do cinturão dos pesos pesados do UFC. Logo no inicio da luta, Lesnar partiu para o ataque com uma boa joelhada e golpes de boxe, atingindo Velasquez que se defendeu bem, mas não evitou ser derrubado. Porém, Cain se levantou rápido e partiu para o ataque. Mostrando seu arsenal de socos, o atleta de ascendência mexicana conectou golpes no rosto de Lesnar que sentiu e foi derrubado. A partir deste momento, um castigo incrível com socos por cima puniu Brock até a interrupção do árbitro Herb Dean, que decretou nocaute técnico aos 4m12s do primeiro assalto. Com o resultado, Velasquez conquista o cinturão do UFC e amplia sua invencibilidade para nove vitórias. Já Lesnar conhece sua segunda derrota na carreira em sete lutas.


Shields derrota
Kampmann e estréia com vitória
O ex-campeão do Strikeforce, Jake Shields estreou com pé direito no UFC. O norte-americano fez um duelo muito equilibrado diante do dinamarquês Martin Kampmann. Shields fez valer seu ótimo arsenal de quedas para derrubar o atleta europeu e trabalhar no solo com golpes por cima. A história se repetiu no segundo assalto, porém, na metade final do round, o atleta norte-americano já sentia o cansaço e Kampmann conseguiu se recuperar. No terceiro e decisivo assalto, o atleta dinamarquês controlou bem o combate, evitando as quedas e trabalhando com golpes na trocação, mas já era tarde para uma recuperação. No final, vitória de Jake Shields na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)


Diego Sanchez vence
Paulo Thiago
Em um combate muito movimentado e com boas alternâncias, o brasileiro Paulo Thiago e o norte-americano Diego Sanchez proporcionaram ao público um duelo emocionante. O atleta tupiniquim começou melhor a luta, usando sua envergadura para golpear com jogo de boxe e sua técnica de judô para derrubar Diego, de onde puniu o adversário com socos e tentativas de finalização. Porém, no segundo assalto, Sanchez mudou a estratégia e partiu em busca do jogo de chão. O norte-americano usou seu wrestling para derrubar o brazuca e castigar com fortes golpes no ground and pound. No último e decisivo round, Sanchez manteve a estratégia de evitar a trocação e atacou as penas do brazuca, que foi levado ao solo e se defendeu dos potentes socos da guarda, mas no final, vitória de Diego Sanchez na decisão unânime dos juízes (30-26, 29-28, 29-28)

 

“Aluno” Matt Hamill supera “mestre” Tito Ortiz

Na terceira edição do The Ultimate Fighter, Tito Ortiz foi professor de Matt Hamill no reality show, mas na noite de hoje, Matt comprovou que o discípulo superou o mestre. Hamill mostrando bom vigor físico, conectou mais golpes e usou o wrestling, conhecida arma de Ortiz, para derrubar Tito e castigar o ex-campeão com socos por cima. Após dois assaltos de desvantagem, Tito partiu para o ataque no último round, mas já era tarde. No final, vitória de Matt Hamill na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Brendan Schaub vence Gabriel “Napão”

Primeiro brasileiro a subir no octógono, Gabriel “Napão” não se encontrou diante de Brendan Schaub. O norte-americano mostrou muita velocidade para entrar e sair do raio de ação com bons golpes de boxe, enquanto o atleta tupiniquim não conseguia acertar o adversário. Faltando poucos segundos para o fim do primeiro round, Schaub levou Napão a knockdown, mas o faixa-preta brazuca foi salvo pelo gongo. Nos dois assaltos seguintes, Brendan novamente controlou as ações, conectando mais golpes e venceu na decisão unânime dos juízes. (30-27, 30-27, 30-27). Confira os resultados completos do evento

 

Card Principal

Cain Velasquez derrotou Brock Lesnar por nocaute técnico no R1;

Jake Shields derrotou Martin Kampmann na decisão dividida dos juízes;

Diego Sanchez derrotou Paulo Thiago na decisão unânime dos juízes;

Matt Hamill derrotou Tito Ortiz na decisão unânime dos juízes;

Brendan Schaub derrotou Gabriel “Napão” na decisão unânime dos juízes;

 

Card Preliminar

Court McGee finalizou Ryan Jensen com um triângulo no R3;

Tom Lawlor derrotou Patrick Cote na decisão unânime dos juízes;

Sam Stout derrotou Paul Taylor na decisão dividida dos juízes;

Daniel Roberts finalizou Mike Guymon com uma anaconda no R1;

Chris Camozzi derrotou Dongi Yang na decisão dividida dos juízes;

Jon Madsen derrotou Gilbert Yvel por nocaute técnico no R1;


VEJA TAMBÉM
Cain Velasquez fatura bônus por melhor nocaute no UFC-121
Video: Brock Lesnar vs. Cain Velasquez

Deixe seu comentário