Mineiros vencem paulistas no Brasil Fight 3

Time mineiro (foto) vence desafio contra paulistas - Foto: Eduardo Oliveira

Em uma noite repleta de bons combates, o Brasil Fight 3 agitou a capital mineira neste sábado (27). O evento teve como atração principal o desafio entre atletas dos estados de Minas Gerais e de São Paulo. Melhor para os donos da casa que venceram quatro dos cinco combates válidos pela competição. Já nas lutas casadas, destaque para o belo nocaute de Ygor “Chatubinha” sobre Marcelo “Uirapuru”.

 

Os mineiros começaram vencendo o desafio quando Cesar Gordim nocauteou Udi Lima no primeiro assalto após defender uma chave de braço no triângulo aplicando um bate-estaca. Em seguida o time paulista reagiu. Com pouco mais de um minuto de ação, Alessandro Zóio aproveitou um escorregão de Thiago Michel e aplicou um mata-leão no atleta mineiro  para empatar a disputa.

 

Na terceira luta da noite, Cristiano “Titi” colocou novamente os mineiros na frente do placar. “Titi” dominou completamente as ações do combate realizado contra o paulista Valter da Silva, obrigando seu oponente a desistir da luta no segundo assalto. E para decretar a vitória do time mineiro, Joaquim Mamute e Edson Conterrâneo proporcionaram um combate eletrizante ao público que esteve presente no Chevrolet Hall. Os pesos pesados fizeram um duelo movimentado e com muitas reviravoltas, fato que rendeu elogios do organizador do evento, Tatá Duarte.

 

“Também sou atleta e peso pesado, mas o Mamute e o Conterrâneo fizeram um duelo de peso galo, tamanha a movimentação dos caras”, afirmou Tatá.

 

No combate, “Mamute” trabalhou melhor nos dois assaltos iniciais, sempre colocando pra baixo e tentando trabalhar seu jiu-jitsu. Mas “Conterrâneo”, sempre ativo, conseguia se defender de todas as posições do mineiro. Já no terceiro round, o atleta local sentiu o ritmo do duelo e Edson foi melhor, controlando a luta em pé e no chão. No final, vitória de Joaquim “Mamute” na decisão dividida dos juízes, fato que desagradou o técnico de Conterrâneo, Miguel Repanas, que deixou o octógono revoltado. Na última luta do desafio, Gustavo “Coelho” aumentou ainda mais a vantagem do time da casa ao finalizar Marcio “do Bronx” no primeiro assalto.

 

Chatubinha brilha nas lutas casadas
Terminado o desafio, o evento contou ainda com quatro boas lutas casadas. No combate feminino, Juliana “Thai” derrotou Aline Sério na decisão dividida dos juízes. Já na revanche entre Willian Vianna e Mauricio “Facção”, o duelo foi bastante movimentado e com muita trocação, onde Vianna obteve maior contundência nos golpes, enquanto “Facção” trabalhava melhor a sequência de socos. No final, vitória de William Vianna na decisão dividida dos juízes.

 

Outro confronto que agitou o evento foi entre Ronnys Marques e Fernando Lageano. Marques não tomou conhecimento de seu adversário e o nocauteou ainda no primeiro assalto. Já na última luta da noite, Igor Chatubinha, que havia vencido Marcelo “Uirapuru” por finalização no Brasil Fight 2, repetiu o triunfo na terceira edição. Logo no inicio da luta, os atletas partiram para troca franca de golpes e, com um direto de direita, “Chatubinha” nocauteou “Uirapuru” em apenas 18 segundos da luta.

Nota triste
Um acontecimento lamentável atrapalhou o sucesso do evento. Uma briga entre torcedores de Atlético-MG e Cruzeiro nas imediações do Chevrolet Hall deixou um morto e um ferido com gravidade.

Confira os resultados completos do Brasil Fight 3:


Desafio MG vs. SP
Cesar Gordim derrotou Udi Lima por nocaute (socos) no R1;

Alessandro “Zóio” finalizou Thiago Michel com uma mata-leão no R1;

Cristiano “Titi” derrotou Valter da Silva por nocaute técnico (desistência) no R2;

Joaquim “Mamute” derrotou Edson “Conterrâneo” na decisão dividida dos juízes;

Gustavo “Coelho” finalizou Marcio “do Bronx” com um mata-leão no R1;


Lutas casadas
Ronnys Marques derrotou Fernando Lageano por nocaute no R1;

Juliana “Thai” derrotou Aline Sério na decisão dividida dos juízes;

William Vianna derrotou Maurício “Facção” na decisão dividida dos juízes;

Igor “Chatubinha” derrotou Marcelo “Uirapuru” por nocaute (socos) no R1.

Deixe seu comentário