Glover e Paulão vencem no Bitetti Combat 8

O Bitetti Combat realizou na noite deste sábado sua oitava edição. O evento, que foi produzido em parceria com o Corinthians, contou com alguns empecilhos como um atraso de 40 minutos para inicio do show. Mesmo assim, nada tirou o brilho de Glover Teixeira. O atleta brasileiro não tomou conhecimento do espanhol Daniel Tabera e emplacou sua nona vitória consecutiva na carreira. Já Paulo Filho conseguiu reecontrar o caminho das vitórias e derrotou o japonês Yuki Sassaki na decisão unânime dos juízes.

Glover domina e vence Tabera

Com adversário alternado as vésperas do evento, Glover Teixeira não tomou conhecimento do espanhol Daniel Tabera. O brasileiro colocou um ritmo intenso de luta desde o inicio até o terceiro assalto, trabalhando com contundência na trocação e com bastante eficiência no chão. Já Tabera, não conseguiu se encontrar nos três assaltos e foi presa fácil para o atleta tupiniquim. No final, vitória de Glover Teixeira na decisão unânime dos juízes.

 

Paulo Filho vence Yuki Sassaki

O combate entre Paulo Filho e Yuki Sassaki deveria ter acontecido no Bitetti Combat 6, mas problemas do brasileiro com a organização do evento impediram o combate. Porém, na noite de hoje as diferenças entre os atletas foram acertadas e o atleta tupiniquim deixou o octógono vitorioso. Paulão buscou encurtar a distância e sair da perigosa trocacão do japonês.  Durante os três assaltos, o atleta da BTT trabalhou no clinch e derrubou o lutador nipônico diversas vezes, de onde conseguiu chegar a boas posições, mas sem conseguir finalizar. No final vitória de Paulo Filho na decisão unânime dos juízes.

 

Jordan Smith e Mario Soldado fazem melhor luta do evento

No combate mais equilibrado da noite, o norte-americano Jordan Smith e o brasileiro Mario Soldado proporcionaram um duelo digno de aplausos. No inicio da luta, o Solado trabalhou melhor na curta distância e no chão, enquanto,  Smith acertava os melhores golpes na trocação. No segundo assalto, o norte-americano conectou os melhores golpes e levou o brasileiro a knockdown, mas o atleta tupiniquim conseguiu se recuperar e quase encerrou a peleja no triangulo. Já no último e decisivo round, Smith manteve o ritmo acelerado, enquanto Mario já demonstrava bastante cansaço. Há pouco menos de um minuto para o final da luta, o brasileiro foi ao chão e o norte-americano chegou as costas e finalizou o duelo com um belo mata-leão.

Thiago Jambo vence japonês na decisão
Em mais um combate internacional, Thiago Jambo teve bastante dificuldade diante de Eiji Ishikaua. Depois de um primeiro round dominando a peleja, o brasileiro teve que se defender das tentativas de quedas do japonês nos assaltos seguintes. Bem preparado, Jambo conseguiu reverter a maioria das tentativas e levar vantagem nas papeletas dos árbitros laterais. Depois dos três assaltos regulamentares, vitória de Thiago Jambo na decisão unânime dos juízes.

 

Viscardi nocauteia Flávio Álvaro de maneira arrasadora
Em uma das lutas mais esperadas do evento, Viscardi Andrade não deu chances para Flávio Álvaro. No inicio da luta, Flávio partiu para o ataque, mas ao atacar sem se proteger foi contragolpeado com um cruzado de direita nocauteou Álvaro em apenas 34 segundos.

 

Cristiano Marcello finaliza rápido
Se na primeira luta internacional, os argentinos levaram a melhor, na segunda Cristiano Marcello colocou tudo igual. Diante de Guido Caneti, o faixa-preta tupiniquim começou o duelo mantendo a longa distância, mas logo encurtou e derrubou o argetinho. A partir daí, Cristiano chegou as costas e finalizou o duelo com um justíssimo mata-leão em apenas 1m30s de luta.

 

Argentino vence brasileiro na primeira luta internacional

No primeiro combate internacional do evento, o argentino Luciano Izzi levou a melhor sobre o brasileiro Eneas Gringo. Convidado para substituir Marcelo Nigue de última hora, Gringo começou a luta com um forte chute baixo, mas logo foi derrubado e sentiu uma contusão na costela e acabou desistindo do combate em apenas três de luta.

 

Mateus Serafian tira invencibilidade Thomas Saldiva

Mateus Serafim e Thomas Saldiva fizeram um duelo bastante equilibrado e no primeiro assalto. Com muita trocação, os atletas aceitaram a troca franca de golpes e levantaram o público. Já no segundo assalto, Serafim voltou disposto a encerrar a peleja e depois de acertar bons golpes na trocação, levou Saldiva para o chão e terminou a peleja com diversos socos da montada.

 

Toninho Fúria vence Eduardo Santos

Na primeira luta do evento, Toninho Fúria começou com tudo pra cima de Eduardo Santos. O atleta da BTT logo colocou pra baixo e tentou trabalhar com socos por cima, mas uma boa pedalada fez com que Fúria andasse para trás e Eduardo se levantasse. Porém, ao ser novamente derrubado, Santos deslocou o ombro e se arrastou até o final do primeiro round. O segundo assalto demorou para reiniciar, pois os médicos tentavam colocar o ombro de Eduardo no lugar. Mas sem condições de luta, o atleta da Chute Boxe foi derrubado e sentiu novamente a contusão, o árbitro encerrou o combate e decretou nocaute técnico.

 

Depois de quase 40 minutos de atraso. O evento vai começar! Atletas da primeira luta são anunciados

 

Card do Evento:

Glover Teixeira derrotou Daniel Tabera (Espanha) na decisão unânime dos juízes;
Paulo Filho derrotou Yuki Sassaki (Japão) na decisão unânime dos juízes;
Jordan Smith (EUA) finalizou Mario Soldado com um mata-leão no R3
Thiago Gonçalves “Jambo” derrotou Eiji Ishikaua (Japão) na decisão unânime dos juízes;
Cristiano Marcello finalizou Guido Caneti (Argentina) com um mata-leão no R1;
Toninho Fúria derrotou Eduardo Santos por nocaute técnico (contusão) no R2;
Viscardi Andrade derrotou Flávio Alvaro por nocaute (socos) no R1;

Luciano Izzi derrotou Eneas Gringo por nocaute técnico (contusão) no R1;
Mateus Serafian derrotou Thomas Saldiva por nocaute técnico (socos) no R2;

Deixe seu comentário