UFC-124: St. Pierre comprova hegemonia e derrota Koscheck

Com um público de quase 25 mil torcedores, o UFC-124 encerrou com chave de ouro a temporada 2010 do Ultimate. O evento que aconteceu neste sábado (11), na cidade de Montreal, no Canadá, contou com lutas bastante movimentadas e comprovou o reinado absoluto de Geoges St. Pierre na divisão de meio-médios. O canadense dominou o norte-americano Josh Koscheck na luta principal da noite e defendeu com sucesso o cinturão até 77 quilos da organização. O programa de lutas contou ainda com quatro brasileiros em ação. Atuando no card preliminar, Ricardo Cachorrão derrotou TJ Grant, enquanto, Rafael Sapo empatou com Jesse Bongfeldt. Já no card principal, Thiago Pitbull reencontrou o caminho das vitórias ao passar por John Howard na decisão unânime dos juízes, mas Charles “do Bronx” teve sua invencibilidade quebrada ao ser finalizado por Jim Miller no primeiro round.

St-Pierre controla luta e vence Koscheck
Georges St. Pierre comprovou na noite desde sábado que reina soberano na categoria de meio-médios do Ultimate. O canadense derrotou o norte-americano Josh Koscheck na decisão unânime dos juízes e emplacou sua quinta defesa consecutiva do cinturão. Logo no inicio da luta, GSP começou mais agressivo, trabalhando com velocidade os golpes de boxe. Já Koscheck, visivelmente travado, não conseguia acertar o campeão. Sabendo do excelente nível de wrestling do oponente, St. Pierre manteve a luta em pé durante os cinco assaltos, onde abusou dos jabs de esquerda, que provocaram um grande hematoma no olho direito do norte-americano.  No último round do duelo, GSP controlou a luta no clinch e ainda conseguiu derrubar Josh em duas oportunidades. No final, vitória de Georges St. Pierre na decisão unânime dos juízes. (50×45, 50×45, 50×45)

Struve mostra raça e nocauteia McCorkle
Mostrando muita raça e versatilidade, o holandês Stefan Struve conquistou sua quinta vitória no UFC. Diante Sean McCorkle, o gigante de 2m10cm de altura começou o combate trabalhando melhor na luta em pé, mas após sofrer uma linda queda, o atleta europeu ficou por baixo e sofrendo com uma kimura encaixada. Porém, mostrando técnica e elasticidade, Struve conseguiu se defender, raspar e da montada castigar o norte-americano com socos até a interrupção do arbitro. No final, vitória de Stefan Struve por nocaute técnico.

Jim Miller finaliza Charles “do Bronx”

Depois de 14 vitórias na carreira, sendo duas no Ultimate, Charles “do Bronx” teve no UFC-124 o amargo gosto da derrota. Diante do duro Jim Miller, o brasileiro começou a luta soltando o jogo na trocação, mas após o clinch, o norte-americano conseguiu levar o combate para o chão. Mesmo por baixo, Charles buscou vários ataques com kimura, arm-lock e triangulo, mas ao tentar partir para um leg-lock, Miller foi rápido no contra-ataque e encaixou uma justa chave de joelho, forçando o atleta tupiniquim a desistir do combate.

Mac Danzig nocauteia Joe Stevenson

No confronto entre dois vencedores do The Ultimate Fighter, o reality show do UFC, Mac Danzig levou a melhor sobre Joe Stevenson. O combate começou equilibrado, com os lutadores medindo a distância, mas após Stevenson partir para o ataque, Danzing contra-atacou com um gancho curto de direita, que  conectou no queixo de Joe, que já caiu nocauteado em apenas 1min54seg de luta.

“Pitbull” luta bem e vence Howard

Em entrevista ao site SUPER LUTAS, Thiago Alves prometeu que o “Pitbull” do UFC-124 seria o melhor de todos os tempos, e o lutador não estava blefando. Diante de John Howard, o brasileiro fez um primeiro round com ampla superioridade usando bem os chutes baixos, combinações de socos e perigosas joelhadas. No segundo assalto, além de abusar dos chutes baixos, Thiago mostrou que seu wrestling está afiado e derrubou o norte-americano, de onde trabalhou por cima, somando pontos. Sabendo que levava desvantagem nas papeletas dos juízes, Howard tentou mudar a estratégia e levar o combate para o chão, mas o atleta tupiniquim se defendeu bem e controlou o duelo em pé, de onde conseguiu ainda aplicar um knockdown com um potente direto de direita. No final,  vitória de Thiago “Pitbull” decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)

Rafael Sapo empata em trapalhada dos juízes

O mineiro Rafael “Sapo” entrou no octógono neste sábado disposto a conquistar sua primeira vitória no UFC. O atleta tupiniquim lutou bem diante de Jesse Bongfeldt, onde foi superior durante os três assaltos, dominando seu adversário no chão e em pé. Mas estranhamente os três juízes assinalaram 10×10 em todos os assaltos. Alguns minutos depois as papeletas foram revistas e o empate foi confirmado, com um arbitro marcando 29×28 para o atleta tupiniquim, enquanto os outros dois assinalaram 28×28

Ricardo Cachorrão vence TJ Grant

Primeiro brasileiro a subir no octógono, Ricardo Cachorrão conseguiu se recuperar do revés sofrido para Matt Hughes no UFC-117. Diante de T Grant, o faixa-preta brazuca controlou a luta durante os três rounds, colocando o canadense pra baixo e trabalhando seu eficiente jiu-jitsu. No final de três rounds, vitória de Ricardo Cachorrão na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27)

Card principal

Georges St-Pierre derrotou Josh Koscheck na decisão unânime dos juízes(disputa do cinturão dos meio-médios);

Stefan Struve derrotou Sean McCorkle por nocaute técnico no R1;

Jim Miller finalizou Charles “do Bronx” com um leg-lock no R1;

Mac Danzig derrotou Joe Stevenson por nocaute no R1;
Thiago “Pitbull” derrotou John Howard na decisão unânime dos juízes;

Card preliminar

Dan Miller derrotou Joe Doerksen na decisão dividida dos juízes;
Mark Bocek finalizou Dustin Hazelett com um triangulo no R1;

Jesse Bongfeldt e Rafael “Sapo” empataram;
Sean Pierson derrotou
Matt Riddle na decisão unânime dos juízes;
Ricardo “Cachorrão”
derrotou
TJ Grant na decisão unânime dos juízes;
John Makdessi derrotou
Pat Audinwood na decisão unânime dos juízes

Deixe seu comentário