Anthony Pettis: “Quero ser o melhor do mundo”

Anthony Pettis - Foto: Sherdog

O norte-americano Anthony Pettis fez jus ao seu apelido na última quinta-feira. “Showtime” teve uma atuação impecável diante de Ben Henderson, no WEC 53, tornando-se o novo campeão peso leve da organização (relembre aqui). Pettis terá, no próximo ano, a chance de unificar os cinturões do WEC e do UFC ao enfrentar o vencedor do combate entre o atual campeão Frankie Edgar e o desafiante Gray Maynard que se enfrentarão no UFC 125.

 

Depois do assassinato de seu pai em 2003, o atleta cogitou abandonar o esporte, mas encontrou motivação graças a seu treinador Duke Roufus. Após sete anos de dedicação total ao MMA, Pettis encontra-se na melhor fase de sua carreira profissional.

 

“Conquistar o cinturão foi um sonho que virou realidade. Meu pai esteve comigo durante o início de minha trajetória nas artes marciais. Quando ele morreu pensei em largar o esporte, mas encontrei no MMA a motivação para voltar a competir”, disse o campeão.

 

Com apenas 23 anos, Pettis é uma estrela em ascenção no cenário internacional. O norte-americano possui 14 lutas em seu cartel, tendo vencido em 13 oportunidades. Agora no UFC, o atleta buscará firmar seu nome entre os melhores pesos leves da atualidade.

 

“O UFC é o lugar perfeito para pôr em prática todo meu potencial. Quero ser o melhor do mundo”, completou.

Deixe seu comentário