Suspeita de doping tira Thiago Silva do UFC-130

O faixa-preta Thiago Silva está fora do UFC 130, evento que acontece dia 28 de maio, em Las Vegas. O brasileiro, que enfrentaria o norte-americano Quinton “Rampage” Jackson, deixou o programa de lutas pela suspeita de doping em sua última apresentação, quando derrotou o norte-americano Brandon Vera no UFC 125, realizado dia 1 de janeiro.

 

Em conversa com o SUPER LUTAS, Conan Silveira, técnico de Thiago, comentou a situação de seu atleta e diz não saber o motivo do afastamento do lutador.

 

“Nós não sabemos porque isso está acontecendo. A única coisa que temos é uma carta da Comissão (Atlética do Estado de Nevada) dizendo que iriam conduzir um novo teste”, disse Conan, que acredita na inocência de seu atleta. “Eu posso garantir que não aconteceu nada, ele não tomou nada”, completou.

 

Mesmo com as alegações de Conan, o lutador brasileiro deverá ser substituído pelo norte-americano Matt Hamill, e para o treinador, o Ultimate apenas preservou uma das atrações do evento, já que o vencedor deste duelo pode ser um futuro desafiante ao cinturão dos meio-pesados

 

“O UFC tem um planejamento e como essa situação pode ser demorada, eles se precaveram independente de qual será o resultado do caso”, disse o comandante, que ainda aposta no retorno de seu pupilo ao card do evento.

 

“Mas não é porque o UFC colocou outro adversário para o Rampage, quer dizer que o Thiago não vá lutar. Ele, inclusive, continua treinando e pode retornar ao card”, encerrou.

 

Caso o doping de Thiago Silva se confirme, o lutador brasileiro pode ficar afastado dos combates por período de até dois anos.

Deixe seu comentário