Overeem comenta venda do Strikeforce e ataca Werdum

Alistair Overeem - Foto: Robert Mulrenin

Fãs e profissionais ligados ao MMA foram surpreendidos esta semana com o anúncio da compra do Strikeforce pelo UFC (relembre aqui). A negociação, estipulada em 40 milhões de dólares, agitou os bastidores do esporte despertando as mais diferentes reações nos atletas.

 

De acordo com o  atual campeão peso pesado do Strikeforce, Alistair Overeem, será necessário aguardar algum tempo ainda para que se possa fazer um julgamento mais preciso a respeito do fato. Porém, o atleta salientou que acredita que esta pode ser uma oportunidade para o crescimento profissional tanto dos atletas quanto dos dirigentes envolvidos na transação.   

 

“Fiquei chocado quando soube da notícia. É uma grande reviravolta não apenas no MMA, mas também em todos os esportes de combate. Foi uma surpresa não só para mim como para todo mundo”, disse.

 

Overeem encontra-se atualmente na Tailândia preparando-se para o confronto frente ao gaúcho Fabrício Werdum pelas quartas de final do GP do Strikeforce. O holandês espera que a aquisição do evento por parte do UFC ajude na expansão do MMA ao redor do mundo, além de possibilitar a realização de enfrentamentos que os fãs desejam assistir já há algum tempo.

 

“O público terá a oportunidade de assistir a lutas que eles sempre pediram. Tanto eu quanto o presidente do UFC, Dana White, queremos que os combates tenham repercussão mundial, assim como nos velhos tempos de Mike Tyson e Muhammad Ali no boxe”, afirmou.

 

Em relação as últimas declarações de Werdum, onde o brasileiro afirmou que novamente finalizaria o gigante holandês, Overeem prometeu responder à altura quando os dois estiverem frente a frente no hexágono do Strikeforce.

 

“Werdum não poderá me finalizar, pois estará apagado com o rosto no chão ao final da luta”, concluiu Overeem.

Deixe seu comentário