Aldo e Lyoto brilham no UFC 129

UFC 129

Festa brasileira em Toronto, no Canadá! Em um evento histórico, com recorde de público, combates emocionantes e bastante disputados, Lyoto Machida e José Aldo brilharam e conquistaram duas vitórias para o país. Primeiro brasileiro a subir no octógono, Lyoto Machida mostrou que pode ser um dos melhores da divisão de meio-pesados e nocauteou a lenda Randy Couture no segundo assalto. Já José Aldo dominou Mark Hominick durante os quatro primeiros assaltos, e apesar do sufoco no último round, defendeu com sucesso o cinturão dos pesos penas da organização. Na luta principal da noite, o canadense Georges St. Pierre fez a alegria do público local, dominou Jake Shields e manteve o título dos pesos meio-médios do UFC.

GSP controla Shields e defende cinturão
Georges St. Pierre provou neste sábado porque é considerado um dos melhores lutadores do mundo. Lutando em casa, com total apoio da torcida, o ídolo canadense controlou a luta diante do duro Jake Shields durante os cinco assaltos. GSP mostrou tranqüilidade para defender as investidas do norte-americano e trabalhar no contra-ataque com golpes contundentes. Ao final dos cinco assaltos, vitória de Georges St. Pierre na decisão unânime dos juízes.

Aldo vence Hominick e mantém cinturão
Em sua primeira defesa de cinturão, José Aldo enfrentou um resistente Mark Homick e 55 mil torcedores que apoiaram o atleta canadense. Com boa movimentação e controle do octógono, Aldo iniciou a luta aplicando boas combinações de chutes baixos e socos no rosto do adversário, enquanto Mark tentava surpreender com golpes de boxe. Com a disputa em aberta na luta em pé, Aldo mudou a estratégia e conseguiu derrubar o oponente, trabalhando por cima na luta de solo. No terceiro e quarto round, o brasileiro abusou da velocidade para se esquivar de vários socos do canadense e responder nos contra-ataques com quedas ou potentes diretos de direta, que, inclusive, levaram Hominick a knockdown em duas oportunidades. No último round, Mark, que levava ampla desvantagem nas papeletas do juízes, partiu para o tudo ou nada e surpreendeu o brasileiro com uma queda nos instantes iniciais do quinto assalto. Agressivo e com apoio da torcida, Hominick puniu Aldo com diversos socos na luta de solo. Mas o faixa-preta da equipe Nova União conseguiu absorver o castigo e sair do octógono com o cinturão.

Lyoto nocauteia Couture e espanta má fase
Pressionado por duas derrotas consecutivas no UFC, Lyoto Machida entrou no octógono com a responsabilidade de encarar uma lenda do esporte. Diante de Randy Couture, o brasileiro iniciou a luta medindo a distância e jogando golpes no contra-ataque. Depois de um primeiro round, sem grandes emoções, Lyoto voltou com tudo para o segundo round. Com um lindo pisão frontal, o brasileiro acertou o rosto de Randy Couture e levou o norte-americano a nocaute, de forma espetacular. Com o revés, o ex-campeão do Ultimate em duas categorias e  membro do “Hall da Fama” do UFC anunciou sua aposentadoria como lutador profissional de MMA.

Nas demais lutas do card principal, destaque para o belo nocaute de

Vladimir Matyushenko sobre Jason Brilz, logo aos 27 segundos de luta e para o emocionante duelo entre o norte-americano Ben Henderson e o canadense Mark Bocek, com Henderson saindo vitorioso na decisão unânime dos juízes.

Canadenses brilham no card preliminar
Se os atletas brasileiros fizeram bonito no card principal, entre os combates preliminares os lutadores canadenses fizeram a festa da torcida local.  John Makdessi, Jason MacDonald, Ivan Menjivar e Rory MacDonald derrotaram Kyle Watson, Ryan Jensen, Charlie Valencia e Nate Diaz, respectivamente e levantaram o publico que chegou mais cedo ao Rogers Centre.

Confira abaixo os resultados completos do evento:

Card principal:
Georges St. Pierre derrotou Jake Shields na decisão unânime dos juízes;
José Aldo derrotou Mark Hominick na decisão unânime dos juízes;
Lyoto Machida derrotou Randy Couture por nocaute no R2;
Vladimir Matyushenko derrotou Jason Brilz por nocaute no R1;
Ben Henderson derrotou Mark Bocek na decisão unânime dos juízes;


Card preliminar:

Rory MacDonald derrotou Nate Diaz na decisão unânime dos juízes;
Jake Ellenberger derrotou Sean Pierson na decisão unânime dos juízes;
Ivan Menjivar derrotou Charlie Valencia por nocaute técnico no R1;
Jason MacDonald finalizou Ryan Jensen com um triângulo no R1;
John Makdessi derrotou Kyle Watson por nocaute no R3;
Pablo Garza finalizou Yves Jabouin com um triangulo no R1;

Deixe seu comentário