Pezão já mira possível confronto com Barnett no Strikeforce

Antonio Pezão - Foto: Divulgação

Classificado para as semifinais do GP dos pesos pesados do Strikeforce, o brasileiro Antonio Pezão aguarda a definição de seu oponente que sairá do combate entre Alistair Overeem e Fabrício Werdum no dia 18 de junho. Porém, o paraibano já tem em mente quem gostaria de enfrentar na final do torneio caso vença seu próximo desafio na carreira.

 

O alvo de Pezão é o norte-americano Josh Barnett, atleta escalado para enfrentar Brett Rogers em outra quarta de final do GP agendada para a próxima edição do evento. Segundo o casca-grossa, Barnett trata os atletas brasileiros de forma distinta em relação a outros lutadores da organização, fato que desagrada o lutador tupiniquim.

 

“Luto desde 2004 e nunca tive problemas com nenhum lutador. Para mim, amizade é muito importante, mas Barnett é um cara estranho. Ele nos trata de um modo diferente, nem sequer diz ‘bom dia’ no elevador, seja para mim ou para o Werdum”, comentou.

 

Ainda em relação ao comportamento de Barnett nos bastidores do Strikeforce, Pezão salientou a diferença da atenção dada pelo lutador norte-americano aos dirigentes da organização. Conforme o faixa-preta, Barnett seria um “puxa-saco” de Dana White e Lorenzo Fertitta, presidente e diretor-executivo do UFC, respectivamente, que se tornaram os novos proprietários do Strikeforce em março deste ano.

 

“Na frente do Dana White ele é outra pessoa. Isto me deixa doente. Gostaria de enfrenta-lo, pois, apesar de saber de todo seu potencial como atleta, sei que posso derrotá-lo e deixar seus dois olhos fechados com meus socos”, encerrou Pezão.

Deixe seu comentário