UFC 207: Cara de Sapato vence italiano no card preliminar; Luta de Cowboy fica sem resultado

Campeão do TUF Brasil 3 venceu na decisão unânime, enquanto Cowboy sofreu golpes ilegais e luta foi declarada 'No contest'

Sapato (dir) superou Vettori (esq) por pontos. (Foto: Getty Images)

Sapato (dir) superou Vettori (esq) por pontos. (Foto: Getty Images)

A primeira vitória brasileira no UFC 207, realizado nesta sexta-feira (30), em Las Vegas (EUA), veio através do peso médio Antônio Cara de Sapato, que superou Marvin Vettori na decisão unânime dos juízes (triplo 29×28) e engatou, pela primeira vez, uma sequência de vitórias na organização (4-2-1). O italiano, que estreou finalizando o brasileiro Alberto Uda, amarga sua primeira derrota no Ultimate.

Veja Também

octogono_UFC
UFC 207 – Amanda Nunes x Ronda Rousey – Resultados
chamada-infografico
Infográfico traz aquecimento para Amanda Nunes x Ronda Rousey no UFC 207

A luta

Os dois lutadores começaram circulando no octógono, mas Sapato acertou uma dedada acidental no olho esquerdo do adversário, interrompendo a luta por alguns minutos. Vettori voltou ao combate pressionando o brasileiro, que pouco respondia. A luta foi novamente parada, dessa vez por um dedo no olho aplicado pelo italiano. Sapato retornou aplicando um bom direto em Marvin, buscando a queda na sequência, bem defendida pelo rival. No clinche, o brasileiro insistiu na queda e conseguiu levar a luta para o chão, mas por poucos segundos. Nos segundos finais, Antônio tentou encaixar um triângulo de mão, sem sucesso.

O segundo round se iniciou com o italiano aplicando um bom chute na linha de cintura, mas foi novamente quedado por Cara de Sapato. A luta voltou a ficar de pé, com o brasileiro disparado golpes nas pernas. Marvin grudou no brasileiro e levou luta para a grade, em busca da queda, porém o Antônio conseguiu se livrar da posição. No centro do octógono, os dois passaram a desferir golpes no vazio, até que um golpe de Vettori encontrou o rosto do brasileiro, que sentiu. O Italiano foi para cima tentando finalizar o combate, mas o brasileiro se defendeu bem. No chão, Marvin permaneceu golpeando por cima, deixando claro sua vantagem no round.

No round decisivo, Cara de Sapato voltou buscando controlar as ações, aplicando um bom chute alto. Após troca de posição no clinche, o brasileiro conseguiu levar a luta para o chão e caiu por cima, mas Vettori conseguiu se levantar. Os dois voltaram para o centro do octógono, com pouca efetividade de ambos. No minuto final, outra queda aplicada pelo brasileiro, que tentou ir para as costas do adversário, mas não teve tempo para trabalhar.

Neil Magny supera Johny Hendricks na decisão unânime dos juízes 

Magny (dir) derrotou Hendricks (esq) no card preliminar. (Foto: Getty Images)

Magny (dir) derrotou Hendricks (esq) no card preliminar. (Foto: Getty Images)

Na luta que fechou o card preliminar do UFC 207, melhor para Neil Magny, que derrotou Johny Hendricks na decisão unânime dos juízes (triplo 29×28) e voltou ao caminho das vitórias. O ex-campão, por sua vez, não conseguiu afastar a má fase e sofreu quarta derrota em cinco lutas, a terceira consecutiva.

Hendricks começou pressionado Magny com socos potentes, que respondeu com bons chutes na cabeça e linha de cintura. Hendricks encurtou a distância e levou a luta para o chão, caindo na guarda do adversário. Por cima, o ex-campeão trabalhava as cotoveladas, na medida que tentava raspar. Magny se defendia como podia, até encaixar um triângulo justíssimo no oponente, que foi salvo pelo gongo.

O segundo round começou com Johny levando a luta para o chão, caindo novamente por cima. O ex-campeão permaneceu por cima, controlado a posição por mais de dois minutos, até que Magny conseguiu se livrar e ficou em pé, mas foi novamente quedado. O ritmo seguiu o mesmo até o fim do round, com Neil tentando levantar e Hendricks buscando manter a luta no solo.

Magny voltou mais agressivo no round final, desferindo bons chutes no corpo. Aparentemente cansado, Hendricks pouco se arriscava na trocação. A luta se manteve morna, com os dois no centro do octógono, sem muita efetividade. Johny desferiu um bom golpe de esquerda e buscou o clinche, tentando levar a luta para o solo, mas Neil ‘abriu a base’ e se defendeu bem. Após muita insistência, Hendricks aplicou uma linda queda e “cravou” o rival com as costas no chão. Nos segundos finais, filme repetido do primeiro round, com Magny tentando um triângulo, mas novamente não teve tempo para trabalhar.

Alex Garcia aplica nocaute brutal em Mike Pyle 

Garcia aplica golpe que 'apagou' Pyle. (Foto: Getty Images)

Garcia aplica golpe que ‘apagou’ Pyle. (Foto: Getty Images)

Brutal! Assim pode ser definido o nocaute aplicado por Alex Garcia em Mike Pyle, na terceira luta do card preliminar. 12 anos mais jovem que seu adversário, Alex, 29, não deu chances para o veterano de 41 anos e o despachou ainda no primeiro round, anotando sua quarta vitória na organização e, consequentemente, impondo a oitava derrota de Pyle no Ultimate.

Garcia começou a luta encurralando Pyle contra a grande e acertando um forte chute na linha de cintura. Alex foi para as pernas do rival e aplicou a queda. Por cima, na posição de 100kg, ele desferia joelhadas no tronco, mas Mike conseguiu se livrar e ficou em pé. Os dois trocavam golpes no centro do octógono, até que Garcia acertou um violentíssimo golpe de direito em cheio no queixo de Pyle, que caiu desacordado.

Niko Price estreia finalizando Brandon Thatch 

Price finalizou Brandon no card preliminar. (Foto: Getty Images)

Price finalizou Brandon no card preliminar. (Foto: Getty Images)

Niko Price fez apenas sua primeira luta no UFC, mas já mostrou que veio para ficar. Na segunda luta da noite, o estreante finalizou Brandon Thatch no primeiro round e debutou com o pé direito na nova casa. Thatch, por sua vez, sofreu a quarta derrota consecutiva na organização – todas por finalização – e corre sério risco de ser demitido.

Thatch começou cercando e soltando alguns golpes na perna de Price, que tentava responder com diretos. Niko pegou o tempo de um chute do adversário e levou a luta pro chão, caindo por cima. Por baixo, Brandon tentou encaixar uma kimura, bem defendida pelo rival, que se livrou da finalização e tentou aplicar um katagatame, sem sucesso. No entanto, Price seguiu colocando pressão, foi para as costas e encaixou novo katagatame, obrigando Thatch a dar os três tapinhas em desistência. Após a luta, Price recebeu de seus treinadores, ainda no octógono, a faixa marrom de jiu-jítsu.

Tim Means aplica golpes ilegais em Alex Cowboy e luta termina sem resultado

Means aplicou joelhadas ilegais em Cowboy. (Foto: Getty Images)

Means aplicou joelhadas ilegais em Cowboy. (Foto: Getty Images)

Na primeira luta da noite, um resultado que não agradou nenhum dos dois lados. O combate entre Alex Cowboy e Tim Means foi declarado ‘No contest’ (luta sem resultado), após o norte-americano aplicar duas joelhadas ilegais no brasileiro, que não teve condições de retornar ao combate.

A luta começou com Means arriscando um chute alto, que parou na guarda do brasileiro. Cowboy tentou aplicar uma queda, mas o norte-americano se esquivou e derrubou o brasileiro. A luta voltou a ficar em pé, e Alex acertou um lindo chute rodado, levando Means a knockdown. O “Pássaro sujo” se recuperou rápido e voltou a ficar de pé, quedando novamente “Cowboy”. Na grande, Means aplicou duas joelhadas ilegais em Alex, que estava em três apoios, obrigando o árbitro a interromper o combate. No entanto, Cowboy não conseguiu se recuperar e foi retirado do octógono. Sendo assim, o combate foi decretado como ‘No Contest’ (luta sem resultado).

 

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio: Neil Magny derrotou Johny Hendricks por decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28)

Peso médio: Antônio Cara de Sapato derrotou Marvin Vettori por decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28)

Peso meio-médio: Alex Garcia derrotou Mike Pyle por nocaute aos 3m34s  do R1

Peso meio-médio: Niko Price derrotou Brandon Thatch por finalização (katagatame) aos 4m30s do R1

Peso meio-médio: Alex Cowboy e Tim Means – Luta sem resultado (No Contest)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário