Aos 43 anos, Mirko Cro Cop anuncia aposentadoria do MMA

Peso pesado encerra sua carreira após conquistar o GP do Rizin FF, no último dia de 2016

Cro Cop encerrou a carreira aos 43 anos. Foto: Divulgação/UFC

Cro Cop encerrou a carreira aos 43 anos. Foto: Divulgação/UFC

Um dos maiores nomes da história dos pesos pesados, Mirko Cro Cop anunciou que está se aposentando do MMA. De acordo com o lutador de 43 anos, as lesões e as fortes dores nos joelhos são os principais motivos que o levaram a tomar essa decisão. Apesar de ter pendurado as luvas, o veterano não descarta uma luta de despedida no Japão.

Veja Também

Carcacinha foi contratado pelo Ultimate. (Foto: Divulgação/Circuito Talent)
UFC contrata lutador brasileiro revelado em reality show de Dana White
Bomba e Lovato assumiram namoro. (Foto: Reprodução / Montagem Combate.com)
Demi Lovato troca Luke Rockhold por lutador brasileiro
Amanda atropelou Ronda em apenas 48 segundos. (Foto: Getty Images)
Ronda Rousey recebe 45 dias de suspensão médica após o UFC 207

“Esta foi, definitivamente, a minha última apresentação. Estou com problemas no meu joelho – rompi o ligamento, a cartilagem está destruída. Tenho ido ao médico uma vez por semana, para fazer punções. Nunca mais quero passar por este inferno. Dei o meu melhor em cada luta que fiz. Sei que já me aposentei uma vez e voltei, mas agora é pra valer. Me doei totalmente a este esporte. Se for possível, posso fazer somente uma luta de despedida, e claro que será no Japão. Mas vai depender de como meu joelho estará”, declarou, em entrevista à Nova TV, de Zagreb.

O último ato de Mirko foi no dia 31 de janeiro, quando conquistou o título do GP do Rizin FF, vencendo dois adversários na mesma noite: Baruto Kaito e Amir Aliakbari. “

“Foi um momento único, em uma noite muito festiva. Eu cheguei ao limite da dor, porque foi a preparação mais dura em termos de treinamentos que já fiz. A dor vinha das lesões que acumulei até aqui. Fiquei feliz por mim e pelo meu time. Mesmo sendo um esporte individual, não se tem sucesso no MMA sem uma equipe. Todos contribuíram para a minha vitória, e agradeci a todos do fundo do coração”, concluiu.

Cro Cop encerra a carreira com 49 lutas disputadas, tendo obtido 35 vitórias, 11 derrotas, dois empates e uma luta sem resultado. Durante os 15 anos como profissional, ficou marcado pelos diversos nocautes com chutes altos, que geraram até a famosa frase “Perna direita, hospital; perna esquerda, cemitério”. Seu melhor momento foi no extinto Pride, quando conquistou o GP ao derrotar Josh Barnett na grande final, em 2006. No Ultimate, foram três passagens, acumulando cinco triunfos e seis reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário