Algoz de Aldo reclama de minissérie da Globo: ‘A ficção retrata de forma ruim’

Luciano Azevedo, primeiro lutador a vencer José Aldo, não gostou da forma que a luta entre eles foi relatada em 'Mais Forte que o Mundo'

L. Azevedo derrotou Aldo em 2005. Foto: Reprodução/Facebook

L. Azevedo derrotou J. Aldo em 2005. Foto: Reprodução/Facebook

A história de José Aldo foi apresentada ao grande público na última semana na série ‘Mais Forte que o mundo’. Porém, a trama, exibida pela Rede Globo em quatro capítulos, não retratou corretamente alguns momentos da carreira do lutador.

Luciano Azevedo, responsável pela primeira derrota na carreira de Aldo, mostrou toda sua indignação pela forma que a luta entre eles foi relatada no filme.

Veja Também

R. dos Anjos (foto) tem compromisso com a balança antes de desafiar Pettis. Foto: Josh Hedges/UFC
Rafael dos Anjos anuncia troca de categoria para os meio-médios
Jacaré (foto) provocou o campeão Bisping. Foto: Josh Hedges/UFC
Sem luta por cinturão, Ronaldo Jacaré enfrenta Tim Boetsch no UFC 208

Em um longo post no Facebook, Luciano relatou os erros na série ao exibir sua luta contra Aldo. O programa mostra que o campeão do UFC dominou toda a luta diante de Azevedo e só foi finalizado depois dele se distrair com a plateia.

“Venci por ter conseguido encaixar meu jogo Tampouco ele me bate da forma que mostra no filme. Consegui desempenhar com excelência o que me propus, vencê-lo por finalização. Tanto não ‘apanhei’, que minha cara saiu limpa e em uma semana após a luta, já estava lutando na Inglaterra, inclusive com vitória por finalização”, relata Luciano.

O filme ‘Aldo, Mais Forte que o mundo’, transformado em minissérie pela Rede Globo contém outros erros históricos. Na conquista do cinturão do WEC de José Aldo, a trama mostra que o então campeão Mike Thomas Brown esteve perto de nocautear o brasileiro no primeiro round, fato que nunca aconteceu. O brasileiro dominou o primeiro round e venceu por nocaute no início do segundo assalto.

Relato completo de Luciano Azevedo

Apesar deste filme sobre o José Aldo ter saído há um tempo, não havia me interessado em assistir. Assim como também não assisti à série da Globo. Mas estou muito surpreso pela forma que minha luta com ele é retratada. Naquela noite ele estava bem. A única diferença é que não fiz o jogo dele. Não considero te-lo vencido por distração, como disseram que acontece no filme.

Venci por ter conseguido encaixar meu jogo, que é a luta de solo Tampouco ele me bate da forma que mostra no filme. Consegui desempenhar com excelência o que me propus, vencê-lo por finalização. Tanto não ‘apanhei’, que minha cara saiu limpa e em uma semana após a luta, já estava lutando na Inglaterra, inclusive com vitória por finalização.

Os únicos golpes dele que realmente entraram foram os chutes baixos. E a luta acabou no segundo round, não no terceiro, como dizem que aparece no filme. O que o filme não mostra, que se ele não tivesse escapulido pra fora do ringue no primeiro round, a single leg que já tinha colocado ele pra baixo, precederia uma perfeita finalização.

É importante destacar que em momento nenhum na luta ele me quedou. Há outros momentos nesta luta que a ficção retrata de uma forma ruim e até mesmo não relata, esconde, mas o YouTube está aí pra quem quiser acessar. Contudo continuo torcendo por ele, assim como torço por todos os brasileiros no MMA.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário