Namorada de Amanda agradece pressão da campeã por vitória

Nina Ansaroff admitiu que apoio de sua amada após as lutas lhe colocaram um pouco de pressão para vencer Jones-Lybarger

Nina (dir) comemora vitória com Amanda (esq) FOTO: Getty Images

Nina (dir) comemora vitória com Amanda (esq) FOTO: Getty Images

Veja Também

A. Nunes quer disputar o cinturão peso pena do Ultimate. Foto Josh Hedges
Amanda Nunes quer disputar o cinturão dos penas: “Vamos fazer história”
BJ (centro) é consolado por Parillo (dir) (FOTO: Jeff Bottari/Getty Images)
Técnico de BJ Penn quer ver ex-campeão aposentado
Mayweather (foto) está aposentado do boxe desde 2015. Foto: Divulgação/Showtime
Mayweather afirma que só volta a lutar se for contra McGregor

A norte-americana Nina Ansaroff precisou esperar quase três anos para obter sua primeira vitória no UFC, conseguida no UFC Phoenix do último domingo (15). Lidando com lesões graves, a peso palha só se manteve motivada por conta da namorada, a campeã mundial dos galos Amanda Nunes.

“Nas suas últimas três lutas, Amanda sempre me chamou, dizendo a todo mundo que eu seria a próxima campeã. É um pouco de pressão, mas ela acredita em mim. Eu sei do que sou capaz e ela também sabe. E suas atitudes me motivaram muito para conseguir essa vitória”, comentou Nina após a finalização sobre Jocelyn Jones-Lybarger, na porção preliminar do UFC Phoenix.

Ansaroff estreou no Ultimate em novembro de 2014 com derrota para a brasileiro Ju Thai. Após um sério problema com corte de peso, que a tirou de um duelo contra Rose Namajunas, a norte-americana perdeu para Justine Kish no UFC 195, em janeiro do ano passado. Um ano depois, veio o primeiro triunfo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário