Amanda Nunes volta a cutucar Ronda: “Vi medo nos olhos dela”

Amanda nocauteou Ronda em apenas 48 segundos no UFC 207, dia 30 de dezembro de 2016

Nunes (esq) atropelou Ronda (dir) no UFC 207, dia 30 de dezembro. (Foto: Getty Images)

Nunes (esq) atropelou Ronda (dir) no UFC 207, dia 30 de dezembro. (Foto: Getty Images)

Já se passaram 19 dias desde que Amanda Nunes nocauteou Ronda Rousey em apenas 48 segundos no UFC 207, dia 30 de dezembro de 2016, mas a campeã peso galo feminino segue cutucando a norte-americana. De acordo com a brasileira, ‘Rowdy’ adotou a estratégia errada para o combate e ficou com medo nos olhos após ser golpeada por ela.

Veja Também

A. Nunes é campeã dos galos do UFC (Foto: Getty Images)
UFC planeja ter Amanda Nunes defendendo o cinturão em card no Brasil
Peña está a uma vitória de disputar título Foto: Josh Hedges/UFC
Julianna Peña garante que tem receita para vencer Amanda Nunes
A. Nunes quer disputar o cinturão peso pena do Ultimate. Foto Josh Hedges
Amanda Nunes quer disputar o cinturão dos penas: “Vamos fazer história”

“Eu sabia que ela iria tentar trocar golpes comigo. Acho que ela fez isso pelo seu ego, mas foi uma estratégia totalmente errada para lutar contra alguém como eu. Quando acertei o meu primeiro golpe nela, senti que ela estava acabada. Os seus olhos mostraram isso. Eu vi medo. Medo que eu conectasse mais um golpe, porque o primeiro foi um jab”, declarou Nunes, em entrevista a “Fox 11”, de Los Angeles (EUA).

Questionada a respeito do futuro de Ronda, Amanda afirmou que acredita no retorno da estrela norte-americana, desde que tenha força, apoio familiar e, principalmente, busque evolução em outras academias.

“Já passei por um momento como esse na minha carreira. É muito mais difícil perder, mas se você for forte, conseguirá dar a volta por cima como eu consegui. Faça alguns ajustes, mude os treinos, vá para outra equipe. A paixão pela vida e a família devem estar junto com ela. Essa base é muito importante”, falou a brasileira, que concluiu ratificando seu desejo de disputar o título da divisão de cima.

“Meu próximo passo é subir de categoria e buscar o cinturão peso-pena”.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário