Anderson Silva elogia próximo rival: ‘Vai testar tudo que já treinei’

Brasileiro enfrenta Derek Brunson no UFC 208. Norte-americano vem de derrota, mas antes estava em sequência de cinco vitórias

Anderson (foto) volta no UFC 208 Foto: Brandon Magnus/UFC

Anderson (foto) volta no UFC 208 Foto: Brandon Magnus/UFC

O ex-campeão Anderson Silva voltará ao octógono no próximo dia 11 de fevereiro, para enfrentar Derek Brunson, no UFC 208. E Spider foi elogioso ao comentar as principais qualidades do norte-americano, lembrando a origem de Brunson no wrestling e o fato de ele ser oito mais anos mais jovem. O brasileiro disse que o foco dos treinamentos vai ser o  jogo de chão, apesar de estar preparado para desenvolver seu ponto forte, a luta em pé.

Veja Também

Brunson vai enfrentar A. Silva no UFC 208, dia 11 de fevereiro. (Foto: Getty Images)
Brunson manda recado a Anderson Silva e afirma: “Tudo que preciso é de um golpe”
K. Gastelum fala português fluente (FOTO: Jeff Bottari via Getty Images)
Rival de Belfort canta música de Safadão e o convida para luta
Shogun enfrenta G. Villante no UFC Fortaleza, dia 11 de março.
Shogun critica ’amarrões’ e promete vitória de ‘qualquer jeito’ no UFC Fortaleza

“Ele é muito jovem e isso ajuda bastante. Mas a gente não costuma ver os pontos fortes dos oponentes, mas, sim, os pontos fracos. Agora, é um atleta que a gente tem que ter muita cautela porque ele tem muita variável. É muito eclético, com um wrestling muito bom. Então, estamos treinando muito chão e trabalhando no que tenho de melhor. Andar, movimentar, levar com a experiência, paciência, tempo e focar na nossa especialidade, que é a luta em pé. Isso que vai ajudar a encontrar um espaço para que consiga imprimir o nosso jogo. É uma luta muito interessante para testar tudo o que a gente treinou e fez durante todos esses anos. Ele é um atleta eclético e não para o tempo todo”, comentou Anderson ao canal SporTV.

Com pouco tempo para treinar até a luta, que foi assinada pouco mais de um mês antes do UFC 208, ele revelou que fará sua preparação no Brasil. Ao contrário de seus últimos combates, quando treinou quase que exclusivamente em sua academia nos Estados Unidos, a Muay Thai College.

“Não ia ter muito tempo para eu voltar pra casa e começar o treino lá (em Los Angeles). Estava em Curitiba, depois do Natal e Ano Novo vim para cá, revendo os amigos, de repente pintou essa luta (…) Conversei com todos meus treinadores e decidimos fazer toda a preparação aqui”, revelou.

Anderson Silva não luta desde julho do ano passado, quando enfrentou Daniel Cormier no UFC 200. O brasileiro substituiu Jon Jones, flagrado no doping, apenas dois dias antes do evento. Apesar de ter sido derrotado por decisão unânime, foi elogiado por fãs, imprensa e pelo próprio adversário, pela coragem de entrar em ação com praticamente nenhum tempo para treinar. Brunson também vem de derrota, para Robert Whittaker, mas antes estava em uma sequência de cinco vitórias.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário