Gastelum acredita que pode aposentar Vitor Belfort

Norte-americano fará sua segunda luta principal no Ultimate contra o Fenômeno no UFC Fortaleza

Belfort (esq) e Gastelum (dir) lutam em março (FOTO: Reprodução UFC Brasil)

Belfort (esq) e Gastelum (dir) lutam em março (FOTO: Reprodução UFC Brasil)

Veja Também

Weidman (esq) e Mousasi (dir) lutam em abril (FOTO: Produção SUPER LUTAS)
Ex-campeão Chris Weidman enfrenta Gegard Mousasi no UFC 210
B. Pitbull (foto) encara Marion Reneau em março Foto: Josh Hedges/UFC
Bethe Correia avisa campeã Amanda Nunes: ‘Cuidado com a arrogância’
Durinho foi retirado do duelo contra Felder, em fevereiro. (Foto: Getty Images)
Gilbert Durinho se lesiona e é retirado do card do UFC 208
K. Gastelum fala português fluente (FOTO: Jeff Bottari via Getty Images)
Rival de Belfort canta música de Safadão e o convida para luta

Pela segunda vez fazendo uma luta principal no UFC Fortaleza do dia 11 de março, Kelvin Gastelum terá pela frente o brasileiro Vitor Belfort, ex-campeão do Ultimate. Apesar da pressão de lutar na casa do adversário, o norte-americano acha que esse pode ser o último combate do “Fenômeno”.

“Eu acho que se ele se machucar feio, pode acabar se aposentando. Não quero que ele se lesione, nem que eu me lesione. Mas isso é um jogo de números. Não desejo mal a ninguém, mas se ele tiver alguma lesão grave na luta, acho que se aposenta. Acho que ele vai pendurar as luvas também se não tiver uma boa performance ou for nocauteado”, comentou Kelvin, em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting, revelando também que espera nocautear Belfort no primeiro round.

“Não sei, tenho um sentimento de que vai ser um nocaute a meu favor no primeiro assalto. Pode até ser uma guerra de 25 minutos, mas minha previsão é nocaute no primeiro round”, apostou.

Vitor Belfort vem de duas derrotas seguidas na carreira, perdendo para Ronaldo Jacaré no histórico UFC 198 e para Gegard Mousasi alguns meses depois no UFC 204. Gastelum, por sua vez, está há duas lutas sem perder. Neste período, venceu Johny Hendricks, pelos meio-médios, e Tim Kennedy, já nos médios.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário