Ronda aparece sorridente em manifestação nos Estados Unidos

Ex-campeã visitou área indígena que vem sendo utilizada para protestar construção de oleoduto

R. Rousey (esq) posou com manifestantes de Standing Rock (FOTO: Reprodução)

R. Rousey (esq) posou com manifestantes de Standing Rock (FOTO: Reprodução)

Veja Também

Bethe enfrenta Reneau no UFC Fortaleza, dia 11 de março. (Foto: Getty Images)
Bethe Correia chama próxima adversária de ‘avó’ e garante: “Vou destruí-la”
N. Diaz pensa em migrar para o boxe Foto: Josh Hedges/UFC
Nate Diaz explica licença de boxe: ‘Estou na geladeira do UFC’
Bisping disse que quer lutas interessantes financeiramente (Foto: Getty Images)
Bisping não garante retorno contra Romero: ‘Quero dinheiro’

A ex-campeã dos galos do UFC Ronda Rousey reapareceu após um período fora dos holofotes desde a derrota para Amanda Nunes no UFC 207, no fim do ano passado. A lutadora foi vista em um protesto em Standing Rock, área indígena nos Estados Unidos. Rowdy teria levado suprimentos aos manifestantes e posou para fotos, aparecendo sorridente, ao contrário do que foi visto antes de sua última luta.

A manifestação se centra na tentativa de impedir a construção do Oleoduto de Bakken, na Dakota do Norte, cujo custo foi estimado em US$ 3,8 bilhões. O novo presidente norte-americano, Donald Trump, assinou recentemente uma ordem executiva que autoriza a obra. Trump, que já esteve envolvido com negócios do MMA (era um dos donos do evento Affliction, que faliu na virada da última década), é um dos maiores críticos de Ronda e chegou a usar seu Twitter pessoal para declarar que ela merecia perder para Holly Holm.

Ainda não se sabe se Rousey pretende voltar a competir no MMA. Ela havia dito, antes da luta contra Amanda, que o UFC 207 era um de seus últimos eventos. Apesar de não ter anunciado um retorno, recentemente ela postou uma frase motivacional em seu Instagram que indicou uma tentativa de volta por cima.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário