Jacaré admite que ficará ‘super chateado’ se Anderson ‘furar a fila’ pelo cinturão

Parceiros de equipe, Jacaré não escondeu sua insatisfação ao comentar uma possível ‘furada de fila’ do ex-campeão

A. Silva e R. Jacaré treinam juntos. (FOTO: João Vitor Xavier/SUPER LUTAS)

A. Silva e R. Jacaré treinam juntos. (FOTO: João Vitor Xavier/SUPER LUTAS)

Na expectativa para se tornar o próximo desafiante do peso médio (até 84kg), Ronaldo Jacaré não esconde sua chateação por ainda não ter disputado o cinturão da categoria. Número três no ranking, o especialista em jiu-jitsu se encontra numa situação incômoda, podendo ser ‘passado para trás’ por Anderson Silva, seu amigo pessoal. Contudo, o brasileiro deixou claro que nem mesmo a amizade com o ex-campeão o faria aceitar ser preterido na hora de disputar o título da divisão.

Veja Também

Jacaré não poupou críticas ao atual campeão dos médios. (Foto: Getty Images)
Jacaré detona Bisping: “Seu título é um desastre para o esporte”
A. Silva fala com a imprensa no Media Day para o UFC 208 (FOTO: João Vitor Xavier/SUPER LUTAS)
Anderson Silva revela sonho fora da luta: ‘Atuar em filmes de ação’

“A amizade fica. Mas, com certeza, eu ficaria chateado porque é a minha vez e eu não sou hipócrita de falar ‘beleza’. Não está ‘beleza’ coisa nenhuma. Eu iria ficar super chateado, mas Deus o abençoe. Eu sempre falo que Deus gosta muito do Anderson porque ele faz muita coisa e praticamente tudo dá certo. Até quando ele faz errado, dá certo. Então, quero ser amigo do cara que é tão querido assim por Deus (risos)”, disparou o brasileiro, durante o Media Day realizado com a imprensa nesta quinta-feira (26), no Rio de Janeiro.

Apesar da “disputa”, Jacaré e ‘Spider’ tem se ajudado nas preparações para suas próximas lutas, as duas no UFC 208, dia 11 de fevereiro, quando enfrentam, respectivamente, Tim Boestch e Derek Brunson.

“Entrei no card antes dele, mas ele estava pronto. A gente já tinha se ajudado, é sempre bom ter um cara do calibre do Anderson Silva para te fortalecer nos treinamentos. Acredito que posso ajudar ele no que ele precisa e ele me ajudar no que preciso. Somos uma força muito grande na X Gym”, concluiu.

*Por João Vitor Xavier

Deixe seu comentário