McGregor garante próxima luta no boxe e xinga o UFC e Mayweather

Campeão peso pena do UFC afirmou que lutará no boxe e ironizou Dana White: "Ninguém é meu patrão"

McGregor garantiu que irá lutar nas regras do boxe. (Photo by Steve Marcus/Getty Images)

McGregor garantiu que lutará nas regras do boxe. (Photo by Steve Marcus/Getty Images)

Conor McGregor não tem limites. Em entrevista concedida frente a milhares de fãs, em Londres, na Inglaterra, e transmitida via pay per view pela internet, o irlandês, como de costume, não teve papas na língua e disparou contra os atletas do UFC, garantindo que sua próxima será nas regras do boxe.

Veja Também

Mayweather (esq.) e Conor (dir.): luta deve rolar ainda em 2017 Foto: Reprodução
UFC pode promover luta de boxe entre McGregor e Mayweather
Mayweather (foto) está aposentado do boxe desde 2015. Foto: Divulgação/Showtime
Mayweather afirma que só volta a lutar se for contra McGregor
Anderson já perdeu para Weidman duas vezes Foto: Josh Hedges/UFC
Anderson Silva reitera vontade de enfrentar Conor McGregor

“Cem por cento (vai acontecer). Acredito que a próxima vez que eu subir numa arena de combate vai ser passando pelas cordas (do ringue), vestindo luvas de oito ou dez onças. Acredito nisso. O som das risadas e o som da dúvida me motivam. Então estou aproveitando isso. Eu busco isso. Eu não sinto isso ao entrar em nenhuma luta contra esses vagabundos do UFC agora. Eles precisam se elevar. Neste momento, eles estão lá embaixo. Eu tenho esta situação em que as pessoas estão realmente duvidando de mim, como duvidaram de mim bem no começo, e isso é motivador para mim. É isso que vai me levar à academia quando eu precisar ir à academia e a trabalhar para conseguir a vitória”, declarou o lutador, que completou ironizando Dana White, chefe do Ultimate, ao afirmar que o dirigente não ‘manda em nada’.

“Com o Ato Ali (lei americana que dita regras para promoção de lutas de boxe), acredito que posso (lutar nas regras do boxe), especialmente agora que há ofertas na mesa. Mas acho que será melhor se todos estiverem envolvidos. Acho que todos gostamos de bons negócios. Fiz ótimos negócios com o UFC, com Dana (White), com todo mundo. Acho que é mais suave se todo mundo se reunir e nós nos envolvermos. Mas, de novo, todo mundo tem que saber seu lugar. Há a Mayweather Promotions, há o UFC, agora tem a recém-formada McGregor Promotions, e estamos todos nesse bolo. É isso que estou dizendo. Ninguém é meu patrão. Floyd gosta de dizer que Dana é meu chefe, e que ele decide. P*** nenhuma. Ninguém decide isso. Se eles deixam as pessoas lutarem em torneios de jiu-jítsu, eles não podem me impedir de lutar boxe”, disparou.

Ao comentar sobre Floyd Mayweather, seu provável próximo adversário, o campeão peso pena do UFC voltou a elevar o tom, afirmando que o ex-pugilista está ‘com medo’. No entanto, garantiu que o duelo contra o norte-americano o deixa animado.

“Ele é o lado assustado, vamos ser sinceros. Ele não está tentando fazer uma luta de verdade. Ele precisa de regras para protegê-lo. Eu não preciso de regras. Ele pode dizer que é isso ou aquilo, mas, na realidade, ele está com medo, todo cagado. Se eu decidir enfrentá-lo à vera – olha, f***-se o UFC, f***-se o MMA, f***-se o boxe, f***-se o esporte das lutas. Vamos dizer que nós apenas lutamos. Seria a luta mais fácil de todos os tempos. Então ele pode dizer o que quiser e pode promover do jeito que quiser, ele pode tentar aumentar patrimônio – foi uma jogadinha boa quando ele tentou comparar o patrimônio dele com o meu apesar de aquele patrimônio estar completamente errado… Mas foi uma jogadinha legal. Estou curtindo esse jogo de toma lá, dá cá. Mal posso esperar para fecharmos isso e termos uma data, vamos deixar os fãs loucos por isso e vamos ter uma lutinha direitinho sob regras específicas para te manter vivo”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário