Visando carreira na TV, Rampage cogita aposentadoria do MMA em 2017

Aos 38 anos, lutador afirmou que duelo conta King Mo, agendado para março, pode ser o último de sua carreira como lutador

Rampage admitiu que carreira no MMA está próxima do fim. (Foto: Getty Images)

Rampage admitiu que carreira no MMA está próxima do fim. (Foto: Getty Images)

A trajetória de Quinton ‘Rampage’ Jackson no MMA pode estar próxima do fim. Em entrevista ao ao programa ‘MMA Hour’, o lutador revelou que pode pendurar as luvas em 2017, e que o duelo contra King Mo, agendado para o Bellator 175, dia 31 março, é o último de seu contrato, o que pode significar o capítulo final de sua carreira. No entanto, a continuidade no mundo da luta depende do seu sucesso em outro ramo profissional.

Veja Também

Duelo será a atração principal do Bellator 175. (Foto: Divulgação)
Nos pesados, Rampage Jackson e King Mo fazem a luta principal do Bellator 175
Romero será o próximo desafiante do campeão Bisping. (Foto: Getty Images)
UFC confirma Yoel Romero como próximo desafiante de Bisping

“Se meu trabalho na TV engrenar, eu me aposento das lutas. Caso não, vou finalizar meu contrato, finalizar minhas coisas e então me aposentar”, afirmou Quinton, que completou explicando por que motivo não aceitaria retornar ao UFC.

“Eu não quero parecer todos os outros lutadores. Eu sempre fui orgulhoso por não parecer com nenhum outro. Não quero ter que vestir a mesma roupa que todo mundo”, concluiu, se referindo aos uniformes da Reebok que os atletas da empresa de Dana White são obrigados a usarem.

Aos 38 anos, Rampage não luta desde junho de 2016, quando superou o japonês Satoshi Ishii por decisão dividida, na luta principal do Bellator 157. Antes, havia superado Fabio Maldonado no UFC 186, em abril de 2016, quando retornou ao Ultimate após realizar três lutas no Bellator. Quinton conquistou o cinturão meio-pesado do Ultimate em 2007, quando nocauteou Chuck Liddell no UFC 71. Ao todo, possui um cartel com 37 vitórias e 11 derrotas em sua carreira.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário