Dana White garante que Jones disputará o cinturão em seu retorno

Suspenso por um ano pela USADA, Jones poderá voltar ao octógono a partir de julho de 2017

Jones está liberado para voltar ao octógono a partir de julho de 2017. (Foto: Getty Images)

Jones está liberado para voltar ao octógono a partir de julho de 2017. (Foto: Getty Images)

Engana-se quem pensa que Jon Jones está com a mora baixa no UFC. Suspenso por um ano pela USADA (Agência Antidoping dos EUA) após ter sido flagrado em um exame antidoping na véspera do UFC 200, o ex-campeão dos meio-pesados poderá voltar ao octógono em julho de 2017. E se depender de Dana White, presidente da organização, o adversário já está definido: o vencedor do confronto entre Daniel Cormier e Anthony Johnson, que acontece no UFC 210, dia 8 de abril, valendo o cinturão da divisão até 93kg.

Veja Também

Cormier (dir.) e Jones (esq.): encontros entre eles sempre provocam faíscas. Foto: Josh Hedges/UFC
Cormier revela que lutaria com Jones dopado: “Não faz diferença”
D. Cormier (foto) é campeão do UFC desde maio de 2015. Foto: Divulgação
Cormier admite obsessão por Jon Jones e minimiza Johnson
Glover acredita que Jones está focado em coisas extra-octógono. (Foto: Getty Images)
Glover Teixeira sobre Jon Jones: “Ele não está nem aí para o UFC”

“Jon Jones estará liberado para lutar em julho, o que torna o “timing” perfeito. Ainda não falei com ele desde o problema no UFC 200. Dependendo de onde a cabeça de Jon estiver, e de onde ele achar que ela está, eu diria que ele voltará direto para tentar reconquistar o cinturão”, declarou o mandatário, em entrevista ao podcast “UFC Unfiltered”.

Questionado se Jones não precisaria de uma luta de ‘readaptação’ em seu retorno, Dana afirmou que um lutador do nível de ‘Bones’ está sempre pronto para os maiores desafios. “Se você está disposto a voltar, então pelo menos lute para tentar recuperar o seu cinturão. Todos falavam que Ronda Rousey deveria ter feito uma luta de readaptação, mas isso não existe. Todos os lutadores que estão no top 5 de qualquer categoria são monstros. O que você não quer é perder para os caras ranqueados em oitavo, nono ou décimo lugares, porque uma derrota para eles te tira do top 10”, concluiu.

Jon Jones não luta desde abril deste ano, quando derrotou Ovince St. Preux no UFC 197 e conquistou o cinturão interino dos meio-pesados. Ele estava com luta marcada contra Daniel Cormier no UFC 200, em julho, mas foi flagrado em um exame antidoping faltando apenas três dias para o evento e foi retirado do card.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário