Treinador garante ‘Spider’ motivado: “Estou vendo o Anderson do passado”

Rogério Camões, líder da X-Gym, diz que Anderson entrará motivado no octógono e prevê 'espetáculo' contra Brunson

Camões (esq) está confiante para o retorno de Anderson (dir). (Foto: Getty Images)

Camões (esq) está confiante para o retorno de Anderson (dir). (Foto: Getty Images)

Há quatro dias de voltar ao octógono, quando enfrentará Derek Brunson no UFC 208, no Brooklyn (EUA), neste sábado (11), Anderson Silva está 100% preparado para o duelo. E quem garante isso é Rogério Camões, treinador do brasileiro. Otimista, o líder da X-Gym garante que o ex-campeão dos médios está motivado para seu próximo desafio, se preocupando apenas em ‘fazer o que gosta’.

Veja Também

A. Silva diz admirar Roy Jones Jr. (Foto: UFC)
Globo transmitirá o UFC 208, com Anderson, Jacaré e Glover no card
Brunson foi só elogio a 'Spider'. (Foto: Getty Images)
Na véspera do duelo, Brunson exalta Anderson: “É o mais perigoso do MMA”

“Contra o Daniel Cormier o Anderson lutou com 50% ou 60%. Se ele luta 100%, ele ganha aquela luta. Para esta luta o Anderson vai entrar 100%. Esquece idade, não tem lesão, ele treinou e está motivado. E o atleta quando está motivado, ele quer fazer, e isso já é 80% do caminho. Não adianta o cara treinar mas ir lutar por obrigação, apenas para cumprir etapa. E tem mais: que responsabilidade o Anderson tem nesta luta? Nenhuma. Não tem cinturão, não tem peso, ele tem que ir fazer o que ele gosta, e isso é fundamental. Estou vendo o Anderson do passado, aquele Anderson feliz… Passou aquela fase que estava tudo exagerado na vida dele, como assédio, falta de tempo pra se cuidar e cuidar da família, sequência de defesa de cinturão…” declarou Camões, em entrevista ao site “Portal do Vale Tudo”.

Quando o assunto é Derek Brunson, próximo adversário de seu pupilo, Rogério acredita que o estilo adotado pelo norte-americano é favorável para Anderson, que poderá dar show no octógono.

“O Derek Brunson é um cara que vai para dentro, ousado, tem pujança, e isso é bom para o Anderson, que gosta desse tipo de adversário, ele cresce, ele se sente bem, ele vai frustrando. Então acredito que esse adversário vai proporcionar ao Anderson a possibilidade dele dar um espetáculo”.

Questionado sobre o longo tempo de inatividade do Spider, que não luta desde julho de 2016, quando foi superado por Daniel Cormier no UFC 200, Camões afirma que a falta de ritmo não vai ser um problema para o brasileiro, que não deixou de treinar nem mesmo no período que esteve na China, onde gravou uma participação em um filme.

“Apesar de ele estar na China, a gente se falava duas ou três vezes por semana. Ele estava treinando. O Anderson não fica parado, não adianta. Ou ele está treinando muay thai, ou boxe, ou qualquer outra coisa que o faça se movimentar. O Jacaré a mesma coisa, quando não está em camp, coloca o quimono e roda a academia fazendo o jiu-jitsu dele. Por serem tão ativos, eles estão sempre prontos. A gente treina no camp a estratégia para cada luta, qual valência que vai prevalecer, onde ele precisa estar fortalecido… O resto está tudo na memória”, concluiu o preparador físico.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário