Aldo aposta em vitória de Anderson: “Ele sempre vai ser o campeão”

Para Aldo, jejum de quase cinco anos sem vitórias de Anderson Silva acabará no UFC 208, contra Derek Brunson

Aldo (dir) acredita em vitória de Anderson (esq) no UFC 208. (Foto: Getty Images)

Aldo (dir) acredita em vitória de Anderson (esq) no UFC 208. (Foto: Getty Images)

Sem vencer oficialmente desde outubro de 2012, quando nocauteou Stephan Bonnar no UFC 153, Anderson Silva ganhou uma torcida de peso para o duelo contra Derek Brunson no UFC 208, neste sábado (11), no Brooklyn (EUA). Para o campeão peso pena (até 66kg) José Aldo, o jejum de vitórias do compatriota está próximo de chegar ao fim.

Veja Também

A. Silva (foto) volta ao UFC em neste sábado (11). Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC
Anderson chama Jones de “irmão mais novo” e lamenta não ter enfrentado GSP
Camões (esq) está confiante para o retorno de Anderson (dir). (Foto: Getty Images)
Treinador garante ‘Spider’ motivado: “Estou vendo o Anderson do passado”
J. Aldo fará defesa de cinturão contra Holloway (Foto: Getty Images)
Aldo ironiza Holloway e revela que esteve perto de fechar luta nos leves

“Vai ser vitória do negão. Estou na torcida por ele. Espero que ele possa voltar a vencer, faz tempo que ele luta e não vem vencendo. Para mim, ele sempre vai ser o campeão, não é questão de voltar a ser como era antes, é chegar lá dentro e vencer”, afirmou Aldo, em entrevista ao site ‘Combate.com’.

Questionado se a idade de Anderson (41 anos) pode ser um empecilho, Aldo afirma que não. De acordo com ele, o ex-campeão ainda tem capacidade para surpreender no octógono.

“Acho que hoje em dia, vendo ele fisicamente, ele está bem ainda. Há pouco tempo vi que a carcaça dele está ótima. Então, enquanto ele estiver assim, com lenha para queimar, habilidade… Tem atleta que não tem como a gente colocar questão se é possível ou não é possível, ele é um cara diferenciado, então a qualquer momento pode tirar algo da cartola. Sempre confio e acredito nele”, concluiu.

Sem vencer desde 2012, Anderson realizou cinco lutas de lá para cá, com quatro derrotas e um ‘No contest’. Sua atuação mais recente foi em julho de 2016, quando foi superado por Daniel Cormier no UFC 200.

UFC 208

CARD PRINCIPAL
Peso pena: Holly Holm x Germaine De Randamie
Peso médio: Anderson Silva x Derek Brunson
Peso médio: Ronaldo Jacaré x Tim Boestch
Peso meio-pesado: Glover Teixeira x Jared Cannonier
Peso leve: Dustin Poirier x Jim Miller
CARD PRELIMINAR
Peso meio-médio: Randy Brown x Belal Muhammad
Peso mosca: Wilson Reis x Yuta Sasaki
Peso leve: Nik Lentz x Islam Makhachev
Peso mosca: Ian McCall x Jarred Brooks
Peso pesado: Marcin Tybura x Justin Willis
Peso médio: Ryan LaFlare x Roan Jucão
Peso pena: Rick Glenn x Phillipe Nover

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário