Após vitória, Anderson desabafa: “Sou velho, mas tenho experiência”

Aos 41 amos, ex-campeão dos médios derrota Brunson e voltou a vencer após cinco lutas

Anderson encerrou jejum de quase cinco anos. (Foto: Getty Images)

Anderson encerrou jejum de quase cinco anos. (Foto: Getty Images)

Anderson Silva venceu Derek Brunson no UFC 208, realizado neste sábado (11), no Brooklyn, e quebrou os quase cinco anos sem vitória que o assombrava. Contudo, os 41 anos do brasileiro, embora possa parecer uma desvantagem, é, segundo o próprio lutador, um motivo a mais para se sobressair.

Veja Também

Anderson (dir) superou Brunson (esq) por pontos. (Foto: Getty Images)
Vídeo: Assista à vitória de Anderson Silva sobre Derek Brunson no UFC 208
Andeson quebrou jejum de quase cinco anos e voltou a vencer no UFC. (Foto: Getty Images)
UFC 208: Anderson Silva vence Brunson, encerra jejum e se emociona
Jacaré entrant Whittaker no card principal. (Foto: Anthony Geathers/UFC
Ronaldo Jacaré é premiado com bônus de performance no UFC 208

“Sou velho, muito velho, mas tenho muita experiência. Tenho o tempo perfeito. Isso é mais importante. (…) A galera é mais rápida, mas eu tenho um tempo melhor do que eles. Tenho essa vantagem sobre a garotada. Claro que vai ter hora que vou ter que parar, mas ainda não chegou”, brincou em conversa com os jornalistas., na entrevista coletiva pós-evento.

Questionado se a idade chegou a pesar contra o próprio corto, Anderson afirmou durante a sessão de perguntas e respostas que sentiu cansaço e os sintomas de seus 41 anos no terceiro e último assalto. “Sim, no último round. Pensei: ‘Meu Deus, estou velho’. Mas isso não importa. Quando estou lá, isso não importa. Não importa se tenho 41 ou 42 anos. Apenas coloco meu coração. […] Agora sou mais esperto. Quando jovem, não prestava atenção aos movimentos perigosos”, narrou.

Com o triunfo, Anderson voltou a vencer uma luta no UFC após mais de quase cinco anos de jejum – cinco lutas. Com a conquista diante de Derek Brunson, o brasileiro se coloca no bolo para desafiar o campeão dos médios (84 kg) Michael Bisping.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário