Thiago Marreta brilha com nocaute nas preliminares do UFC Halifax

Reginaldo Vieira, outro brasileiro na primeira parte do evento, perdeu para invicto Aiemann Zahabi

T. Marreta voltou a vencer após duas derrotas seguidas (FOTO: Josh Hedges/Getty Images)

T. Marreta voltou a vencer após duas derrotas (FOTO: Josh Hedges/Getty Images)

O brasileiro Thiago Marreta brilhou no card preliminar do UFC Halifax, evento disputado neste domingo (19), no Canadá. Em grande luta contra o galês Jack Marshman, o brasileiro chegou a sofrer um knockdown no primeiro round, mas voltou ligado e conseguiu um grande nocaute técnico no segundo assalto. A vitória interrompeu uma sequência negativa de duas derrotas e foi dedicada às crianças do projeto social que Marreta toca na Cidade de Deus, comunidade do Rio de Janeiro.

Veja Também

A. Silva (esq.)  e GSP (dir.) foram campeões do UFC Foto: Josh Hedges/UFC
Empresário de Anderson Silva quer superluta entre Spider e GSP
C. Garbrandt (foto) enfrentará Dillashaw no UFC 213 Foto: Jeff Bottari/UFC
Garbrandt rebate Dillashaw: ‘Pessoa mais falsa que conheço’
M. Bisping (esq) e A. Silva (dir) lutaram no ano passado (FOTO: Getty Images
Bisping dispara contra Anderson Silva: ‘Está manchando seu legado’

A luta

Pressionado por estar vindo de duas derrotas, Marreta começou nervoso, hesitante e o excelente boxe de Marshman fez a diferença. Apesar de acertar bons chutes desde o começo, o brasileiro acabou vítima de uma sequência que quase o nocauteou.

Thiago começou o segundo assalto ainda grogue do fim do primeiro round. Porém, colocou a cabeça no lugar e, aos poucos, foi melhorando. Mesmo trocando golpes na curta  distância contra um boxeador melhor, o brasileiro encaixou bons golpes até que veio o toque de mágica.

Marreta soltou um chute rodado que ultrapassou a guarda de Marshman e o galês caiu grogue. O brasileiro o seguiu e fechou a conta com marretadas, fechando a sequência negativa em seu cartel com mais uma vitória por nocaute no Ultimate.

Reginaldo Vieira x Aiemann Zahabi

Outro brasileiro em ação no card preliminar, Reginaldo Vieira também deu show, mas acabou saindo derrotado do octógono, perdendo na decisão para Aiemann Zahabi. Os dois fizeram bela luta, bastante disputada e cheia de reviravoltas. No fim, os golpes duros de Zahabi foram melhor pontuados pelos juízes laterais que as quedas de Reginaldo, que chegou à sua segunda derrota consecutiva no Ultimate.

Sem lutar desde o meio do ano passado, Reginaldo começou hesitante, mas na segunda metade do primeiro round já era o atleta mais agressivo, enquanto o carateca Zahabi apenas esperava um erro para contra-atacar. E ele veio quando o brasileiro avançou com a guarda baixa e quase foi nocauteado. Mesmo assim, conseguiu boa queda e ficou precioso tempo por cima.

No segundo e no terceiro rounds, Zahabi ficou mais agressivo, perdendo apenas nas quedas para Reginaldo. No fim, o brasileiro conseguiu uma queda plástica, mas o canadense logo levantou e terminou a luta em pé. Na decisão dividida, deu Zahabi.

Outras lutas

A noite começou com uma rápida vitória de Gerald Meerschaert sobre Ryan Janes, por finalização. O norte-americanou pegou o canadense em uma chave de braço com 1m34s de luta. A ex-campeã dos palhas Carla Esparza também esteve em ação e foi surpreendida por Randa Markos, perdendo uma equilibrada decisão dividida.

Na última luta da porção preliminar, mais um show do argentino Santiago Ponzinibbio. Mostrando um jab de primeira linha, o “Gente Boa” fez o nariz de Nordine Taleb de alvo e conquistou sua quarta vitória seguida, por decisão unânime e já pode sonhar em entrar no ranking da categoria dos meio-médios.

CARD PRELIMINAR – UFC HALIFAX

Peso meio-médio: Santiago Ponzinibbio venceu Nordine Taleb por decisão unânime (3x 29-28)

Peso palha: Randa Markos venceu Carla Esparza por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28)

Peso galo: Aiemann Zahabi venceu Reginaldo Vieira por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)

Peso médio: Thiago Marreta venceu Jack Mashman por nocaute técnico aos 2m21s do R2

Peso médio: Gerald Meerschaert venceu Ryan Janes por finalização (chave de braço) a 1m34s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário