Shogun prega respeito a Gian Villante e crava: ‘Vai ser uma guerra’

Ex-campeão fala ao SUPER LUTAS sobre expectativa para duelo contra norte-americano no UFC Fortaleza

M. Shogun cumprimenta G. Villante (Photo by Buda Mendes/UFC)

M. Shogun cumprimenta G. Villante (Photo by Buda Mendes/UFC)

*Por Laerte Viana, em Fortaleza (CE)

Além de ex-campeão do meio-pesado, Mauricio Shogun é o atual número 6 do ranking da categoria. No UFC Fortaleza deste sábado (11), ele enfrenta apenas o 12º colocado, Gian Villante. Apesar da diferença de status entre os dois atletas, o brasileiro pregou respeito ao próximo adversário e disse que não há luta fácil no UFC, a “Copa do Mundo do MMA”.

Veja Também

J. Formiga enfrenta R. Borg neste sábado (11) (Foto: Laerte Viana/Super Lutas)
Formiga mira cinturão após luta contra Borg: ‘Estou preparado’
B. Rothwell (foto)foi retirado de sua luta com Werdum Foto: Josh Hedges/UFC
Ben Rothwell se explica após ser pego em antidoping pela USADA
GSP (esq) lutou com J. Hendricks (dir) em 2013 Foto: Josh Hedges/UFC
GSP nega interesse em revanche com Hendricks: ‘Não é o mesmo’

“O Villante é um cara que merece respeito, ele vem crescendo dentro do evento. E eu sei que, no sábado, essa luta vai ser uma guerra. Mas eu vou estar preparado. No UFC, não tem nenhum bobo, é a “Copa do Mundo do MMA”. Todo mundo que está no UFC é bom, é duro, e eu sei o que eu vou enfrentar no sábado”, declarou ao SUPER LUTAS.

Mesmo com poucas lutas nos últimos anos (entrou em ação apenas uma vez em 2015 e uma em 2016), Shogun fará sua quinta luta consecutiva no Brasil. Apesar de admitir que não pede para lutar em seu país, o meio-pesado garante estar feliz por voltar ao octógono novamente em sua terra natal, inclusive tendo feito seu treinamento em São Paulo.

“Não é um pedido meu (lutar no Brasil). Mas é uma junção das duas coisas. Eu querer lutar aqui e o UFC querer que eu lute aqui. Lutar em casa é sempre melhor, eu gosto muito. É mais cômodo”, garantiu.

Caso vença Villante, Shogun pode voltar ao top 5 da categoria. Porém, o ex-campeão garante que não se desgasta pensando em retornar a uma luta de cinturão e deixa que seu empresário faça esse trabalho.

“Depois da luta, quero primeiro descansar com minha família, sem pensar em MMA. Nosso tempo é muito desgastante. Sobre meu próximo passo, eu deixo isso para o meu empresário, Eduardo Alonso. Não me desgasto com isso, quem se desgasta com isso é ele”, encerrou.

UFC Fortaleza

CARD PRINCIPAL
Peso médio: Vitor Belfort x Kelvin Gastelum

Peso meio-pesado: Maurício Shogun x Gian Villante

Peso leve: Edson Barboza x Beneil Dariush

Peso mosca: Jussier Formiga x Ray Borg

Peso galo: Bethe Correia x Marion Reneau

Peso meio-médio: Alex Cowboy x Tim Means

CARD PRELIMINAR 
Peso leve: Francisco Massaranduba x Kevin Lee

Peso leve: Michel Trator x Josh Burkman

Peso meio-médio: Serginho Moraes x Davi Ramos

Peso pena: Rony Jason x Jeremy Kennedy

Peso galo: Rani Yahya x Joe Soto

Peso médio: Garreth McLellan x Paulo Borrachinha

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário