Belfort recebe suspensão médica e não poderá treinar por um mês

Brasileiro terá menos de dois meses para se preparar para luta de despedida no UFC 212, caso seja escalado

V. Belfort foi nocauteado por K. Gastelum (FOTO: Buda Mendes/UFC)

V. Belfort foi nocauteado por K. Gastelum (FOTO: Buda Mendes/UFC)

Após a derrota por nocaute para Kelvin Gastelum no UFC Fortaleza do último sábado (11), Vitor Belfort recebeu uma suspensão médica de 30 dias. Durante esse período, o brasileiro não poderá fazer nenhum tipo de treinamento, o que pode atrapalhar sua preparação para uma eventual luta de despedida no UFC 212.

Veja Também

V. Belfort agradece apoio após derrota (FOTO: Buda Mendes/UFC)
Joana Prado apoia Belfort após revés: ‘Octógono ficou pequeno para você’
Belfort descarta luta de despedida contra brasileiro. Foto: SUPER LUTAS
Vitor Belfort descarta luta de despedida contra Anderson Silva
Gastelum nocauteou Belfort no primeiro round. (Foto: Buda Mendes / UFC)
Assista o nocaute de Kelvin Gastelum sobre Vitor Belfort no UFC Fortaleza

Isso porque Belfort terá menos de dois meses para treinar para o evento, que ocorre no dia 3 de junho, no Rio de Janeiro. A suspensão de 30 dias deixa o brasileiro de molho até 11 de abril. A suspensão, dada pela CABMMA (Comissão Atlética Brasileira de MMA), também impede o Fenômeno de entrar em ação pelos próximos 45 dias.

Logo depois da derrota na luta principal do UFC Fortaleza, Belfort expressou desejo de fazer seu último combate profissional de MMA na sua cidade natal, e não pediu nenhum oponente, apesar de ter descartado uma revanche com Anderson Silva.

Todos os atletas que estiveram em ação na capital cearense receberam algum tipo de suspensão médica. Tim Means, derrotado por Alex Cowboy na abertura da porção principal do evento, recebeu o maior gancho: ficará sem lutar por seis meses, a não ser que apresente um raio-x do pé direito em boas condições. Neste caso, a suspensão cai para um mês.

Veja as suspensões do UFC Fortaleza:

Garreth McLellan: 45 dias sem lutar e 30 dias sem contato físico;

Rony Jason: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Michel Prazeres: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Rani Yahia: 30 dias sem lutar e 21 dias sem contato físico;

Serginho Moraes: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Francisco Massaranduba: 30 dias sem lutar e 21 dias sem contato físico;

Alex Cowboy: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Bethe Correia: 30 dias sem lutar e 21 dias sem contato físico;

Jussier Formiga: 30 dias sem lutar e 21 dias sem contato físico;

Edson Barboza: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Shogun Rua: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Vitor Belfort: 45 dias sem lutar e 30 dias sem contato físico;

Paulo Borrachinha: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Jeremy Kennedy: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Joshua Burkman: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Joe Soto: 30 dias sem lutar e 21 dias sem contato físico;

Davi Ramos: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Kevin Lee: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Tim Means: 180 dias sem lutar e 180 dias sem contato físico. Foi solicitado raio-x do pé direito e, se normal, suspensão cai para 30 dias sem lutar e 21 dias sem contato físico;

Marion Renau: 30 dias sem lutar e 21 dias sem contato físico;

Ray Borg: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico;

Beneil Dariush: 60 dias sem lutar e 45 dias sem contato físico;

Gian Villante: 45 dias sem lutar e 30 dias sem contato físico;

Kelvin Gastelum: 14 dias sem lutar e 7 dias sem contato físico.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário