GSP reclama de cortes de peso no MMA: ‘Um dia alguém vai morrer’

Ex-campeão do UFC pede mudanças no processo e criticou pesagem na manhã do dia anterior às lutas

GSP na coletiva de anúncio de luta com M. Bisping (FOTO: Josh Hedges/UFC)

GSP na coletiva de anúncio de luta com M. Bisping (FOTO: Josh Hedges/UFC)

Georges St. Pierre deixou o MMA em 2013 por conta dos problemas nos exames antidoping. A entrada da USADA no UFC ajudou no seu retorno, mas há outra questão que incomoda o ex-campeão: o processo de corte de peso. Segundo GSP, que enfrenta Michael Bisping pelo título dos médios no segundo semestre deste ano, é preciso que haja mudanças nessa questão, pois um lutador pode morrer um dia enquanto estiver perdendo peso.

Veja Também

T. Ferguson lutaria no UFC 209 (FOTO: Jeff Bottari/UFC)
Ferguson ‘ignora’ revanche com Edson Barboza e pede Nate Diaz
Romero quer enfrentar Anderson pelo cinturão interino Foto: Josh Hedges/UFC
Romero desafia Anderson por luta pelo cinturão interino dos médios
C. McGregor (esq) e F. Mayweather (dir) podem se enfrentar em breve
Arena de Las Vegas reserva data para McGregor x Mayweather

“Não sou fã do corte de peso. Acho que isso precisa ser mudado, porque um dia alguém vai morrer. Um dia alguém vai morrer, e isso vai afetar todos nós. É muito ruim para a saúde. Existe uma certa porcentagem de desidratação no corpo que é crítica, você pode morrer se passar desse ponto. É muito perigoso”, comentou o canadense no podcast oficial do Ultimate, o “UFC Unfiltered”.

Junto às comissões atléticas norte-americanas, o UFC fez uma pequena mudança recente no processo, passando a pesagem oficial para a manhã do dia anterior às lutas. Porém, GSP foi crítico também dessa mudança. Na visão do lutador, os atletas podem usar a pesagem na manhã anterior como uma desculpa para perderem ainda mais peso, já que terão mais tempo para reidratação.

“Minha saúde está acima da minha performance. Acho que a nova pesagem na manhã do dia anterior da luta é uma coisa ruim. Porque é vista como uma oportunidade de cortar mais peso. Então, acho que não é bom. Eu disse a Dana, quando o vi, que não via positivamente”, ponderou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário