Depois de bater Belfort, Gastelum enfrenta Anderson Silva no UFC Rio

UFC anunciou o combate entre os pesos médios para o UFC 212, no Rio, que acontece dia 3 de junho

anderson-silva-x-kelvin-gastelum-posterKelvin Gastelum parece ter gostado da experiência de lutar no Brasil. Depois de nocautear Vitor Belfort no UFC Fortaleza, no último sábado (11), o norte-americano vai encarar outra lenda do esporte nacional.  O Ultimate anunciou o combate entre Anderson Silva x Kelvin Gastelum como segundo duelo mais importante no UFC Rio, agendado para o dia 3 de junho, na capital fluminense.

Veja Também

Gastelum deve lutar de novo em julho Foto: SUPER LUTAS
Após bater Belfort, Gastelum pede luta contra Anderson Silva: ‘Quero lutas grandes’
Belfort descarta luta de despedida contra brasileiro. Foto: SUPER LUTAS
Vitor Belfort descarta luta de despedida contra Anderson Silva
Gastelum nocauteou Belfort no primeiro round. (Foto: Buda Mendes / UFC)
Assista o nocaute de Kelvin Gastelum sobre Vitor Belfort no UFC Fortaleza

Após bater Belfort, Gastelum mostrou o interesse em enfrentar Anderson em território nacional.

“Eu disse que queria uma luta que me interessasse e Anderson é um cara que me interessaria muito. É uma combinação de muitas coisas. Um grande nome, outra lenda, ranqueado acima de mim. E eventualmente posso ganhar a disputa de título se ganhar”, disse.

“Gostei de lutar aqui (no Brasil). Como falam, me senti em casa. Quero lutar outra vez no Brasil, gostei muito da experiência, quero lutar no Rio em junho, completou Gastelum, que teve seu desejo atendido.

Histórico

Kelvin Gastelum, de 25 anos, tem um cartel no MMA de 14 vitórias e apenas duas derrotas. O norte-americano venceu a 17ª edição do TUF, o reality show do UFC, nos meio-médios (até 77 kg.). Mas após dificuldades de bater o limite da categorias, ele subiu para a divisão de médios e está invicto, com três triunfos em série

Por sua Anderson Silva tenta reconstruir sua carreira. Depois de bater recordes de defesas de cinturão no peso médio, o Spider encarou um longo jejum e ficou quase quatro anos sem vitória. Mas, em fevereiro deste ano, no UFC 208, o ex-campeão bateu Derek Brunson e reencontrou o caminho das vitórias. Anderson, de 39 anos, tem um cartel de 34 triunfos e oito derrotas.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário