Werdum diz que próxima luta será contra Velasquez ou Overeem

Brasileiro lamentou má sorte com lesões de adversários e avisou que pedirá cláusula para garantir pagamento se fechar luta com Cain

F. Werdum (foto) lutará em julho Foto: Divulgação

F. Werdum (foto) lutará em julho Foto: Divulgação

O peso pesado Fabricio Werdum iria lutar no UFC 211, em maio, contra Ben Rothwell, mas o norte-americano foi obrigado a desistir novamente do combate, já que foi pego em exame antidoping pela USADA. O brasileiro voltou a sofrer com problemas para conseguir um adversário, mas já tem uma nova data para entrar em ação: 8 de julho. O ex-campeão deve enfrentar Cain Velasquez ou Alistair Overeem nessa data, segundo o próprio.

Veja Também

McGregor não pensa em lutar em junho (Foto: UFC)
McGregor projeta luta com Mayweather para setembro
L. Mineiro comemora vitória sobre F. Galván Foto: Jason Silva/Divulgação BRAVE
Lucas Mineiro finaliza no Brave 3 em noite de vitórias brasileiras
Manuwa (dir.) derrotou C. Anderson (esq.) no UFC Londres. Foto: Josh Hedges
Vídeo: Assista ao nocaute de Jimmi Manuwa sobre Corey Anderson no UFC Londres

“Já faz algum tempo que quero fazer uma luta e não consigo. O Ben Rothwell falou bastante, disse que queria lutar comigo há muito tempo e, quando o UFC marcou para o dia 13 de maio, ele foi pego no doping. Eu queria lutar ainda nesse dia, perguntaram para o Cain, para o Overeem, mas eles disseram que não estariam prontos para essa data. Ofereci também para o dia 3 de junho, no Brasil, mas disseram a mesma coisa. Aí fechou no dia 8 de julho, mas ainda não sei contra quem. Ainda não assinei nada, mas vai ser Overeem ou Cain Velasquez”, comentou Werdum em entrevista ao site do canal Combate, ressaltando que, se fechar a revanche contra Velasquez, vai pedir uma cláusula que garanta seu salário, mesmo em caso de desistência do norte-americano de ascendência mexicana.

“Agora, se o adversário for o Cain Velásquez, claro que vou pedir para o UFC uma cláusula garantindo que, se o Velásquez não lutar, eu quero a bolsa. No mínimo, a bolsa. Porque já aconteceu uma vez, da luta cair faltando uma semana, eu estava muito bem, o UFC não me reembolsou em nada. Então, acho que o mais justo é me garantir que, se assinar com ele e a luta cair, eu ganhe metade ou a bolsa inteira. Alguma coisa tem que ter”, argumentou.

Seja qual for o próximo adversário de Werdum, a luta será uma revanche. Diante de Overeem, o brasileiro tem uma vitória, no Pride, e uma derrota, no Strikeforce. Já Velasquez foi o adversário do brasileiro no UFC 188, quando foi finalizado e perdeu seu cinturão do peso pesado.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário