Jacaré cogita aposentadoria se não disputar o cinturão em breve

Terceiro colocado no ranking dos médios, brasileiro não esconde descontentamento por não disputar o cinturão

Jacaré está descontente com o UFC (Foto: Anthony Geathers/UFC)

Jacaré está descontente com o UFC (Foto: Anthony Geathers/UFC)

Ronaldo Jacaré não esconde o descontentamento com sua atual situação no UFC. Número 3 no ranking dos médios (até 84kg), o brasileiro esperava ser escolhido como o próximo desafiante do campeão Michael Bisping, mas viu Georges St. Pierre furar a fila e o deixar distante de uma oportunidade pelo título.

Veja Também

Jacaré criticou GSP x Bisping (Foto: UFC)
Jacaré se revolta com Bisping x GSP: “Nem vou ver essa porcaria”
Contrato de Jacaré com o UFC chega ao fim neste sábado (FOTO: Jeff Bottari/getty Images)
Jacaré enfrenta Whittaker em abril; Wilson Reis desafia Johnson

Sem a disputa pelo cinturão, Jacaré foi escalado para enfrentar o jovem Robert Whittaker no UFC on Fox 24, dia 15 de abril, em Kansas City (EUA). Contudo, embora esteja se mantendo ativo na divisão, ele não descarta uma aposentadoria caso dispute o título em breve.

“Estou feliz de estar lutando, mas não tenho problema de parar de lutar. Parei de competir no jiu-jítsu em 2005 quando estava no topo da minha carreira e se eu achar que é demais pra mim e que estou de saco cheio, posso parar de lutar. É isso. Posso abrir minha própria academia e ganhar tanto dinheiro quanto eu ganharia lutando e ainda ser feliz. Tenho esse sonho de abrir a minha academia, portanto, não tenho o problema de parar de lutar (MMA). Tenho certeza que teria muitos alunos. Façam as contas: 400 alunos treinando comigo”, declarou, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’ (EUA).

Ronaldo Jacaré, 37 anos, está no MMA desde 2003. Nos quase 14 anos de carreira, acumulou 24 vitórias, quatro derrotas e uma luta sem resultado, tendo conquistado o cinturão peso médio do extinto Strikeforce, e batido nomes como Robbie Lawler, Tim Kennedy, Derek Brunson, Gegard Mousasi e Vitor Belfort. No UFC, são sete resultados positivos e um negativo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário