Wanderlei Silva enfrenta Chael Sonnen na luta principal do Bellator 180, em junho

Desafetos declarados, Wand e Sonnen farão a luta principal do evento, que acontece dia 24 de junho, em Nova York

Wand (dir.) enfrenta Sonnen (esq) em junho. (Foto: UFC)

Wand (dir.) enfrenta Sonnen (esq) em junho. (Foto: UFC)

A rivalidade entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen está perto de ser resolvida dentro do octógono. Os dois lutadores irão se enfrentar na luta principal do Bellator 180, em combate válido pela categoria dos meio-pesados (até 93kg), agendado para o dia 24 de junho, em Nova York, no lendário Madison Square Garden. A informação foi publicada em primeira mão pela “AP”.

Veja Também

Wand (dir.) enfrenta Sonnen (esq) em junho. Foto: Reprodução
Wanderlei Silva sobre rivalidade com Sonnen: “Tenho contas a acertar com ele”
Sonnen (esq) lamenta derrota para Tito FOTO: Jayne Kamin-Oncea/Getty Images)
‘Envergonhado’ após derrota, Sonnen desafia Wanderlei Silva

Essa é a quarta vez que o confronto entre Wanderlei e Sonnen é marcado. Antes, o combate havia sido agendado duas vezes no mês de maio de 2014 (dia 24 e 31), mas adiado em ambas as datas. Depois, foi remarcado para o UFC 175, em julho do mesmo ano, porém o brasileiro se negou a realizar exames antidoping na época e entrou em uma briga judicial com o Ultimate, até ser liberado pela companhia em 2016.

Wand não atua desde março de 2013, quando nocauteou Brian Stann no UFC Saitama. Ele teve seu retorno agendado para dezembro do ano passado, contra Mirko Cro Cop no Rizin, porém uma lesão o impediu de lutar. Aos 40 anos, o ex-campeão do Pride acumula 35 vitórias, 12 derrotas, um empate e um no contest. Profissional desde 1996, Wanderlei Silva já derrotou nomes como Kazushi Sakuraba, Quinton Rampage Jackson, Ricardo Arona e Michael Bisping.

Sonnen, 39 anos, já realizou uma luta pela franquia: ele foi finalizado por Tito Ortiz no Bellator em 170, em janeiro deste ano. Aos 39 anos, o falastrão norte-americano ganhou fama ao protagonizar uma acirrada rivalidade com Anderson Silva, fato que lhe rendeu a oportunidade de disputar o cinturão peso médio do UFC duas vezes contra o brasileiro, mas acabou derrotado em ambas. Ao todo, Chael acumula 28 triunfos, 15 derrotas e um empate em seu cartel.

Scott Coker, presidente do Bellator, também anunciou que este será o segundo evento da história da organização a ter venda de pacotes de pay per view nos Estados Unidos. A primeira vez que utilizou o serviço foi no Bellator 120, em 2014, com o duelo entre Rampage Jackson e King Mo Lawal na atração principal.

“Sempre dissemos que quando viéssemos para Nova York, traríamos o maior e melhor card de lutas que já tivemos na história desta companhia. Nosso elenco está robusto o suficiente e sentimos que é hora de entrar no negócio dos pay per views, então aqui vamos nós”, concluiu o dirigente.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário