Culpado por 29 acusações, ex-UFC pode pegar prisão perpétua

Jonathan Koppenhaver, o "War Machine”, foi declarado culpado por 29 acusações, incluindo violência doméstica e cárcere privado

War Machine pode pegar prisão perpétua. Foto: Reprodução

War Machine pode pegar prisão perpétua. Foto: Reprodução

Ex-lutador do UFC e Bellator, Jonathan Koppenhaver, conhecido como “War Machine”, pode ser condenado a prisão perpétua, após ser declarado culpado por 29 acusações, dentre elas, violência doméstica e cárcere privado contra sua ex-namorada Christy Mack e um homem chamado Corey Thomas. A condenação oficial sairá no dia 5 de junhom podendo chegar até à prisão perpétua, sem direito a recurso.

Veja Também

Fedor (esq) pega M. Mitrione (Foto: Divulgação/Bellator MMA)
Duelo entre Fedor Emelianenko e Mitrione é remarcado para o Bellator 180, em junho
Wand (dir.) enfrenta Sonnen (esq) em junho. (Foto: UFC)
Wanderlei Silva enfrenta Chael Sonnen na luta principal do Bellator 180, em junho

Koppenhaver foi à júri popular na corte do distrito de Clark County, em Las Vegas, composto por seis mulheres e seis homens, que deliberaram por mais de 11 horas, por dois dias seguidos, a respeito das 34 acusações sobre o ex-lutador. Há quase três anos, em agosto de 2014, War Machine agrediu Christy Mack e Corey Thomas, que sofreu inúmeras lesões, como pulmão perfurado e vários ossos quebrados. Após o crime, ele foi preso, e Christy celebrou o resultado do julgamento.

“Hoje foi uma grande vitória minha e de todas as vítimas de violência doméstica. Por favor, continuem denunciando e fiquem firme!”, postou Christy Mack, na época do episódio. Atualmente, ela é uma forte ativista na luta contra a violência doméstica.

Como profissional de MMA, War Machine tem um cartel com 14 vitórias e cinco derrotas, tendo somado um resultado positivo e um negativo no UFC. No Bellator, foram três combates, com dois triunfos e um revés.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário