UFC quer metade da bolsa de McGregor em luta com Mayweather

Informação é do promotor de boxe Bob Arum, que disse que se o duelo não acontecer será por culpa do Ultimate

D. White (dir) quer parte do salário de C. McGregor (esq) Foto: Josh Hedges/UFC

D. White (dir) quer parte do salário de C. McGregor (esq) Foto: Josh Hedges/UFC

A principal pedra no caminho da oficialização da superluta entre Conor McGregor e Floyd Mayweather parecer ser o UFC, empregador do irlandês, campeão peso leve da organização. Segundo Bob Arum, promotor de boxe e encarregado de gerir a  carreira de nomes como Manny Pacquiao e o brasileiro Esquiva Falcão, declarou que o Ultimate está emperrando as negociações pois quer ficar com metade da bolsa de McGregor, que deve girar em torno dos sete dígitos. É bom notar que o dirigente é brigado com Dana White, presidente do UFC.

Veja Também

C. McGregor (esq) e F. Mayweather (dir) podem se enfrentar em breve
Comissão diz que Mayweather x McGregor ‘deve’ ser aprovada
McGregor está liberado para lutar boxe em Las Vegas (FOTO: Steve Marcus/UFC)
McGregor tem multa diminuída e consegue licença de boxe
Woodley acredita que Demian não precisava lutar com Masvidal (Foto: Brandom Magnus/UFC
Woodley apoia McGregor no boxe: “É algo fenomenal para os esportes”

Ainda que não esteja envolvido diretamente nas negociações entre Conor e Floyd, Bob Arum goza de grande prestígio no mundo da nobre arte, já que é presidente da Top Rank, uma das maiores promoções de boxe do mundo. Por isso, tem conhecimento de como andam as conversas entre o campeão do UFC e o multicampeão de boxe.

“Eu não tenho nenhum controle sobre isso. Acho que o único impedimento para isso é o UFC, porque o UFC não trata os lutadores do mesmo jeito que promotores de boxe tratam – em outras palavras, os lutadores do UFC recebem muito menos que os boxeadores. Eles propuseram um acordo ao Conor no qual, em sua parte da bolsa, eles levam 50%. Para com isso! Se a luta não acontecer – não que eu ache que será uma grande luta, porque Conor enfrentar Mayweather não é uma luta de verdade, se for no boxe… Conor é um ótimo cara no MMA, mas não mostrou nada no boxe, e o Mayweather é um dos maiores lutadores, mas se essa luta não acontecer, a culpa vai ser toda do UFC”, comentou Arum, ao site norte-americano “Fight Hype”.

Inicialmente, o Ultimate estava interessado em promover a superluta, o que seria histórico, já que o UFC nunca organizou uma luta de boxe nos mais de 23 anos em que está promovendo lutas de MMA. Dana White chegou a oferecer oficialmente US$ 25 milhões para  cada um dos atletas, oferta prontamente rechaçada por Floyd Mayweather, que planeja ganhar mais de US$ 100 milhões para retornar aos ringues.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário