Cyborg vaga título do Invicta e pede luta pelo cinturão do UFC

Brasileira sonha com luta em Anaheim, na Califórnia, no dia 29 de julho, perto de onde vive atualmente

Cyborg só fez duas lutas pelo UFC. (Foto: UFC)

Cyborg só fez duas lutas pelo Ultimate. (Foto: UFC)

A brasileira Cris Cyborg não pretende lutar mais pelo Invicta, evento que conta somente com divisões femininas. A campeã peso pena da organização revelou que irá vagar seu cinturão e pretende lutar pelo título dos penas do UFC, atualmente em posse da holandesa Germaine De Randamie.

Veja Também

Shevchenko (esq) e Amanda (dir) vão se enfrentar em breve.(Foto: Getty Images)
Shevchenko diz que data de luta contra Amanda deve ser oficializada em breve
V. Belfort (dir) não poupou M. Bisping (esq) (Foto: Josh Hedges/UFC)
Belfort desabafa sobre críticas e detona Bisping: ‘Campeão de mentira’
GSP retorna no segundo semestre (Foto: Getty Images)
GSP diz ter voltado para se garantir como ‘melhor de todos os tempos’

Cyborg está tão animada com a possibilidade de lutar pelo cinturão do UFC que já até escolheu uma data para o eventual duelo com De Randamie: dia 29 de julho. O Ultimate organizará um evento nesta data em Anaheim, na Califórnia, perto de onde a brasileira vive atualmente e ela quer a luta como um presente para os fãs norte-americanos.

“Eu estou fazendo esse vídeo para anunciar que estou deixando vago meu cinturão dos penas do Invicta (…) Depois das minhas duas lutas no Brasil, gostaria de lutar nos Estados Unidos, para os meus fãs daqui que não podem ir ao Brasil para assistir minhas lutas. Em 29 de julho, o UFC estará no sul da Califórnia e eu gostaria de lutar em Anaheim. Germaine, espero que você esteja saudável para aceitar meu desafio”, declarou Cris Cyborg, em vídeo publicado no YouTube.

Com isso, a expectativa é que Megan Anderson, atual detentora do cinturão interino dos penas do Invicta, se torne a campeã linear. A australiana, de apenas 27 anos, é tida como o futuro da divisão, tendo conquistado o título interino ao nocautear a veterana Charmaine Tweet na luta principal do Invicta 21, em janeiro deste ano. Anderson tem um cartel de oito vitórias e duas derrotas e está há quatro combates sem perder.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário