Mousasi chama Weidman de arrogante e desdenha de Bisping: “É fraco”

Quinto colocado no ranking dos médios, Mousasi garantiu vitória sobre Weidman no UFC 210 e fez pouco caso de Bisping

Mousasi venceu suas últimas quatro lutas, sendo três por nocaute. (Foto:Josh Hedges/UFC)

Mousasi vem de quatro vitórias seguidas, sendo três por nocaute. (Foto:Josh Hedges/UFC)

Conhecido por seu estilo reservado e de poucas palavras, Gegard Mousasi vem mudando seu comportamento nos últimos meses. Com luta marcada contra Chris Weidman no UFC 210, em Buffalo (EUA), dia 8 de abril, o armeno-holandês garantiu que irá nocautear o finalizar seu próximo oponente, a quem se referiu como ‘arrogante’.

Veja Também

Jones (dir.) e Cormier (esq.) são desafetos declarados. Foto: Josh Hedges/UFC
Cormier afirma que só enfrenta Jon Jones em card com McGregor
Northern Ireland , Ireland - 19 November 2016; Artem Lobov ahead of his Featherweight bout against Teruto Ishihara at UFC Fight Night 99 in the SSE Arena, Belfast. (Photo By David Fitzgerald/Sportsfile via Getty Images)
Companheiro de treinos de McGregor, Lobov detona José Aldo: “Covarde”

“Ele (Weidman) é um lutador sólido, é bom em tudo, mas não é ótimo. Ele não é tão explosivo, não é tão rápido. Vou apagá-lo, prometo. Sei que ele é um cara confiante, ele é arrogante algumas vezes. Acho que ele me subestima”, declarou o lutador, em entrevista ao The MMA Heat (EUA).

Nem mesmo Michael Bisping, atual campeão dos médios, escapou das criticas de Mousasi. Ao ser questionado sobre quando espera receber a oportunidade de disputar o cinturão da categoria, Gegard fez pouco caso das qualidades do inglês, chamando-o de ‘fraco’.

“Quem se importa com o cinturão? Posso enfrentar os melhores caras que não tem o cinturão. E depois posso enfrentar Michael Bisping, que acho que é o cara mais fraco, pelo cinturão. Do top 4 da divisão, ele é o mais fraco”, concluiu.

Aos 31 anos, Mousasi atravesse ótima fase na carreira, tendo vencido os últimos quatro duelos que realizou, três deles por nocaute. Sua última vitória foi sobre Uriah Hall, em novembro de 2016, no UFC Belfast. Ao todo, possui um extenso cartel com 41 triunfos, seis reveses e dois empates.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário