Ferguson ‘ignora’ Barboza e Khabib e pede luta com Nate Diaz

Norte-americano, que esteve perto do título interino dos leves, pretende fazer próximo combate contra algoz de Conor McGregor

T. Ferguson lutaria no UFC 209 (FOTO: Jeff Bottari/UFC)

T. Ferguson lutaria no UFC 209 (FOTO: Jeff Bottari/UFC)

Ainda irritado com o fato de Khabib Nurmagomedov não ter conseguido bater o peso, cancelando o duelo pelo título interino dos leves, Tony Ferguson mudou seu foco. O norte-americano agora pretende enfrentar Nate Diaz em seu próximo combate, de preferência pelo cinturão provisório, ignorando também o brasileiro Edson Barboza, que vem de três vitórias consecutivas e pediu uma revanche com ele (Ferguson venceu por finalização o primeiro duelo entre os dois).

Veja Também

Treinador almeja duelo entre GSP e McGregor. Foto: Reprodução/Instagram
Treinador quer que GSP encerre a carreira em duelo contra McGregor
Cowboy renovou com o Ultimate (Foto: Super Lutas/Laerte Viana)
Alex Cowboy renova por mais quatro lutas com o Ultimate
Woodley (foto) quer lutar pelo título dos médios Foto: Divulgação
Woodley se oferece para substituir GSP contra Bisping; inglês provoca

“Eu quero lutar contra um cara lá de cima nos rankings. Sou um dos melhores do mundo na divisão dos leves, e coloquei meu tempo nela, lutei com muita gente. Mas a única pessoa que eu gostaria de trocar socos é Nate Diaz. Ele precisa que lhe ensinem uma lição. Até porque o resto dos pesos leves não merecem a chance de lutar comigo. Eu, os fãs e todo mundo querem ver essa luta. A Batalha da Califórnia. Vamos fazer isso”, comentou Ferguson ao site norte-americano MMA Junkie.

Especificamente sobre Khabib, Ferguson avisou que só assinaria um novo contrato para enfrentar o russo se tivesse garantias, provavelmente financeiras, de que não sairia lesado (perdeu a chance de ganhar um cinturão e seu bônus pela vitória com o cancelamento da luta).

“Eu atpe amaria ter essa luta, mas fazer todo um camp de treinamento novamente para enfrentar esse cara seria difícil. Eu quero essa luta, os fãs a querem, mas fica um gosto salgado na boca. Eu até treinaria de novo, mas teria que ter algumas garantias”, argumentou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário