‘Bate-Estaca’ revela relação amistosa com Joanna e elogia: “É um monstro no octógono”

Brasileira vai tentar tomar o cinturão da campeã Joanna Jedrzejczyk no UFC 211, marcado para o dia 13 de maio, em Dallas (EUA)

Bate-Estaca enfrenta Joanna em maio (Foto: Mike Roach/UFC)

Bate-Estaca enfrenta Joanna em maio (Foto: Mike Roach/UFC)

Na contramão da maioria dos lutadores da atualidade, Jéssica Andrade, a ‘Bate-Estaca’ não é adepta das provocações. Com luta marcada contra a atual campeã peso palha Joanna Jedrzejczyk no UFC 211, dia 13 de maio, em Dallas (EUA), a brasileira rasgou elogios à polonesa e revelou uma relação de respeito entre elas, com direito a troca de presentes. De acordo com ela, a ligação com a próxima adversária se deve ao fato das duas terem tido o mesmo empresário há alguns anos, o brasileiro Tiago Okamura.

Veja Também

Joanna (foto) enfrenta brasileira Foto: Adam Nurkiewicz/UFC
Campeã Joanna elogia Jéssica Bate-Estaca: ‘Ela é muito perigosa’
Giba deu palestra para lutadores do Brave (Foto: João Vitor Xavier/Super Lutas)
‘Embaixador’ Giba, do vôlei, elogia amiga Bate-Estaca: ‘Vai ser campeã’
Brasileiros desafiam norte-americano e polonesa (Foto: Divulgação)
Ultimate divulga pôster do UFC 211, com Cigano e Bate-Estaca

“A gente tinha o mesmo empresário na época em que eu lutava no peso-galo e a gente se dava muito bem. A Joanna é uma pessoa muito carinhosa, muito simpática, até já me deu presentes, como uma camisa e uma luva, que eu uso para treinar até hoje. Respeito muito a Joanna pelo trabalho dela e pelo ser humano que ela é. Estou muito feliz de fazer essa luta com ela e tenho certeza que será uma grande guerra, porque ela é um monstro dentro do octógono, assim como eu”, declarou Jessica, em entrevista ao site ‘Portal do Vale Tudo’.

‘Bate-Estaca’ chegou a revelar, inclusive, que já treinou junto com Jedrzejczyk. De acordo com ela, embora tenha sido em apenas uma oportunidade, foi bom para ter uma noção de como é o jogo de chão da oponente.

“A gente fez um treino só. Na verdade, foi um rolinha na semana de uma luta minha, algo bem simples. Ela estava em off porque tinha acabado de se recuperar de uma cirurgia na mão. Foi um treino tranquilo, mas deu para sentir a força dela, entender um pouco a parte de chão dela, como ela faz para se levantar, e foi bem bacana. Respeito muito a Joanna, ela é uma pessoa sensacional”, disse a lutadora, que completou garantindo que a reta final da preparação está sendo feito da maneira como planejada.

“Falta bem pouco para a luta. O mestre Paraná está cuidando de tudo, tanto a parte técnica quanto a psicológica. Estou muito bem amparada, estruturada, e a gente tem alguns agregados nos ajudando. Estou sentindo uma evolução muito grande e tenho certeza que vou chegar muito bem nestas luta. (…) Já estou no processo do corte de peso, estou tranquila, estou no peso de viajar, está tudo tranquilo, sob controle. Estou seguindo a cartilha para chegar na luta bem condicionada para, se necessário, fazer os cinco rounds em alto nível”, concluiu.

Além do combate entre Joanna Jedrzejczyk e Jéssica ‘Bate-Estaca’, o UFC 211 contará com outra disputa de cinturão. Pela divisão dos pesados, Junior Cigano faz a revanche contra o campeão Stipe Miocic, a quem já derrotou em 2014. De olho no posto de desafiante do peso meio-médio, o brasileiro Demian Maia também está escalado para o show: ele enfrenta Jorge Masvidal.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário