Cormier volta a disparar criticas contra Jones: “Ele é um trapaceiro”

Campeão dos meio-pesados foi duro nas criticas contra rival, mas admitiu que Jones pode retornar lutando pelo título

Cormier voltou a criticar Jones. (Josh Hedges/UFC)

Cormier voltou a criticar Jones. (Josh Hedges/UFC)

Daniel Cormier retorna ao octógono no próximo sábado (08), em Buffalo (EUA), para enfrentar Anthony Johnson, em duelo válido pelo cinturão dos meio-pesados. No entanto, mesmo estando na semana de uma luta importante, o assunto ‘Jon Jones’ não para de rondar o atual campeão até 93kg. Questionado sobre a suspensão de ‘Bones’, punido em um ano após ser flagrado em um exame antidoping, DC foi duro nas críticas e voltou a criticar o rival.

Veja Também

Jones (dir.) e Cormier (esq.) são desafetos declarados. Foto: Josh Hedges/UFC
Cormier afirma que só enfrenta Jon Jones em card com McGregor
Cormier dominou Anderson e venceu no UFC 200. Foto: Divulgação
Cormier, sobre luta com Anderson: ‘Mais fácil da minha carreira’
Johnson (esq) e Cormier (dir) voltam a se enfrentar neste sábado (8) (Foto: UFC)
Antes da revanche, Johnson tira sarro de Cormier: ‘Fala muita besteira’

“Ele pegou um ano de suspensão pela USADA, certo? Existe um erro na interpretação dessa pena, de que a USADA acreditou nas suas desculpas. Eles não acreditaram. Jon Jnes recebeu a pena máxima pelo que ele fez! A defesa dele não provou nada. A condenação à pena máxima, para mim, mostra que ele é um trapaceiro. Eles não aceitaram a alegação de que ele tomou um estimulante sexual. Se eles tivessem aceitado essa justificativa, ele não teria pego a pena máxima”, declarou, em entrevista ao podcast ‘5ive Rounds’ (EUA), para na sequência mandar um recado direto ao desafeto.

“Você trapaceou. Você bateu no carro de alguém e fugiu. Você sabe o que fez. Se o mundo inteiro quiser ignorar os fatos, tudo bem. Mas eu não vou”, disparou.

Apesar das criticas, Cormier mudou o tom ao ser questionado se Jones pode retornar ao octógono já como próximo desafiante ao campeão da divisão. Sincero, ele elogiou as qualidades técnicas de Jon, mas ressaltou, mais um vez, que não esquece do histórico de polêmicas que cerca o lutador. De quebra, ainda contrariou as declarações de Johnson, que disse que o ex-campeão sempre estará por perto dessa disputa, “independente do que aconteceu”.

“A gente já espera que Jones seja o próximo desafiante, mas há um problema na resposta do Anthony. Temos que parar de dizer “independente do que aconteceu”. Nós sabemos o que aconteceu, sabemos exatamente o que ele fez. Portanto, quando dizemos isso, parece que não queremos encarar os fatos. É quase como se jogássemos a sujeita para debaixo do tapete. Nós sabemos os erros que ele cometeu, que ele tentou trapacear. Me incomoda as pessoas me perguntarem sobre um cara que, três dias antes de lutarmos, foi pego no antidoping. É isso que me irrita, e não o fato de ele ser um bom lutador. Ele é um ótimo lutador”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário